Exchange japonesa é hackeada e reporta rombo de US$32 milhões

Exchange é vítima de hack milionário

De acordo com o Japan Times, a exchange de criptomoedas japonesa BITPoint relatou que na última terça-feira houve um grande saque irregular em sua hot wallet.

De acordo com a Remixpoint Inc, empresa “mãe” da exchange, houve uma invasão no sistema que resultou no saque de US$32 milhões em cripto, montante do qual cerca de US$22.900.000 era de posse dos clientes. Até o momento não houve relatos de fundos retirados de cold wallets.

Apesar de não se saber ao certo quais ativos foram desviados, a plataforma oferece suporte para trading de cinco criptomoedas: Bitcoin, Bitcoin Cash, Ethereum, Litecoin e Ripple.

Aparentemente o hack foi detectado aos poucos pela exchange, visto que um comunicado aponta que recentemente foi identificada uma atividade irregular vinculada à remessa de Ripple, registrando a retirada ilegal. Posteriormente o caso foi detectado em outros ativos, confirmando o hack.

Para tentar minimizar os danos, a BITPoint rapidamente paralisou todos os serviços oferecidos, incluindo compra e venda de criptomoedas.

exchange era uma das plataformas apontadas pela FSA (Financial Services Agency) que deveriam aprimorar a segurança interna, programa estipulado após o grande hack da Coincheck em 2018.

Anteriormente o WeBitcoin noticiou a invasão da exchange Bitrue, sediada em Singapura. O hack, reportado no final de junho, aparentemente desviou cerca de US$4,5 milhões em XRP e ADA.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli