“Existe uma relação direta”: frigoríficos brasileiros ligados à disseminação da Covid-19

As condições dos frigoríficos contribuíram para a transmissão da Covid-19, dizem os especialistas

As fábricas de carne brasileiras (frigoríficos) ajudaram a espalhar a Covid-19 em pelo menos três lugares diferentes em todo o país, à medida que o vírus continua migrando das grandes cidades para o vasto interior do país, disseram especialistas. No início desta semana o país ficou atrás apenas dos EUA, com 1,88 milhão de casos confirmados de Covid-19 e 72.833 mortes.

Seu poderoso setor de agronegócio é aliado ao presidente de extrema direita do país, Jair Bolsonaro, que abordou a pandemia como uma “gripezinha“. O setor de carne bovina vale US$ 26 bilhões (20,7 bilhões de libras), de acordo com a Confederação Brasileira de Agricultura e Pecuária (CNA), enquanto sua indústria de frango vale outros US$ 8 bilhões.

As fábricas de carne permaneceram abertas durante a pandemia e os funcionários trabalham em conjunto, geralmente em áreas refrigeradas. Outros países, incluindo EUA, Canadá, Irlanda e Alemanha, também viram grupos em torno de matadouros. As condições podem criar centros de criação de Covid-19 perfeitos, disse Priscila Schvarcz, promotora do Ministério Público do Trabalho (MPT), um ramo do Ministério Público Federal encarregado de supervisionar as leis trabalhistas.

“Vimos muitos trabalhadores infectados”, disse Schvarcz, membro de uma força-tarefa nacional de frigoríficos com sede no Rio Grande do Sul.

————————————————————————————————————————————–

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: coinext.com.br

————————————————————————————————————————————–

O Rio Grande do Sul foi duramente atingido. Em 23 de junho, 4.957 trabalhadores da carne haviam testado positivo em 32 fábricas no estado – um terço do total de casos de coronavírus na área, disseram os promotores. Cinco funcionários e 12 pessoas em contato com eles haviam morrido.

Um estudo para o MPT mostrou que os casos de Covid-19 no centro e no sul do Brasil estavam agrupados em torno de cidades onde estavam localizadas instalações de carne e trabalhadores. “Existe uma relação direta”, disse Ernesto Galindo, pesquisador que produziu o estudo.

A China, maior parceiro comercial do Brasil, suspendeu as importações de carne de instalações pertencentes a duas das maiores empresas de carne do Brasil, BRF e JBS, no início deste mês. O Ministério da Agricultura do Brasil também suspendeu as exportações de uma fábrica da JBS no Rio Grande do Sul, informou a revista Valor.

A BRF disse que estava trabalhando com as autoridades brasileiras e chinesas para retomar as entregas. A empresa disse que 98 dos 2.873 trabalhadores em sua fábrica em Lajeado, no Rio Grande do Sul, testaram positivo no final de maio. A JBS não comentou a suspensão das importações da China.

Fonte: The Guardian

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.