Fed revela mais detalhes sobre o FedNow

O FedNow, que irá “modernizar” o sistema de pagamentos dos EUA, deve ser lançado em 2023 ou 2024

O Federal Reserve revelou mais detalhes sobre sua nova plataforma de pagamentos em tempo real, o FedNow Service. A plataforma permitirá que instituições financeiras dos EUA liquidem transações quase instantaneamente e está prevista para ser lançada em 2023 ou 2024, conforme dados divulgados na semana passada.

Os planos para este novo serviço foram anunciados pela primeira vez há cerca de um ano e desde então tem recebido comentários públicos sobre como deve ser e como deve funcionar.

O FedNow é uma infraestrutura de pagamento instantâneo que representa um salto tecnológico em relação a seus serviços centenários de pagamento e liquidação que permitiria a indivíduos e empresas acessá-lo.

Os indivíduos seriam capazes de enviar US$ 25.000 por meio do serviço, embora o Fed tenha dito que avaliaria o valor depois que vários comentaristas sugeriram um limite de transação maior.

A ideia aqui é “modernizar” o sistema de pagamentos dos EUA e promover um sistema de pagamentos seguro e eficiente. O Governador do Federal Reserve, Lael Brainard, disse:

“Os gastos rápidos com pagamentos de alívio de emergência da COVID destacaram a importância crítica de se ter uma infraestrutura de pagamentos instantâneos resiliente com alcance nacional, especialmente para famílias e pequenas empresas com restrições de fluxo de caixa.”

O Fed está conectado a mais de 10.000 situações financeiras diferentes em todo o país, e esse sistema permitirá que eles facilitem os fundos quase instantaneamente.

Competição e expansão inadequada

Muitos serviços de pagamento não bancários, como o Square, oferecem pagamento instantâneo, enquanto as transferências por meio da rede RTP da The Clearing Houses, uma plataforma de pagamento em tempo real lançada por um grupo dos maiores bancos e instituições financeiras da América em 2017, vêm com taxas adicionais.

De acordo com o Fed, o FedNow não apenas permitirá que indivíduos enviem e recebam dinheiro mais rapidamente e evitarão penalidades como multas por atraso, mas também estimulará a “competição saudável” no espaço de pagamentos.

O Fed acredita que essa competição no espaço de pagamentos em tempo real resultará em “eficiências relacionadas a preços, qualidade de serviço e inovação”.

No entanto, nem todos concordam com isso, já que o banco central disse que recebeu mais de 2.200 cartas de comentaristas dizendo que “não deveria operar em concorrência com o setor privado” e que representaria “uma expansão inadequada do papel do Federal Reserve”.

Mas o Fed argumenta que estaria desempenhando o mesmo “papel operacional” de sempre, trabalhando junto com o setor privado em vez de competir com ele.

Fonte: BTC EG

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.