FISCO anuncia lançamento de plataforma Blockchain sem vínculo com criptomoedas

A plataforma promete revolucionar o setor

O Financial Blockchain Shenzen Consortium (FISCO), um dos maiores consórcios blockchain da China anunciou o lançamento de uma revolucionária plataforma blockchain sem moedas digitais criada para atender exigências regulatórias e operacionais do setor financeiro.

O projeto, nomeado FISCO BCOS, apresenta uma plataforma de código aberto que mescla a funcionalidade de um sistema blockchain com uma estrutura sem moeda, como a usada pelo Hyperledger Fabric e R3 Corda.

Tal estrutura, intitulada Open Consortium Chain, foi criada pelo WeBank para tornar-se um ecossistema blockchain completo, destinado a resolver problemas específicos.

Leia mais: Cofundador da Unocoin é preso por operar terminal ilegal de Bitcoin na Índia

De acordo com os criadores, a plataforma foi desenvolvida para atender as peculiaridades do setor financeiro em termos regulatórios e demandas operacionais.

Ele soluciona problemas como grandes atrasos e baixa simultaneidade, por meio de uma estrutura única que melhora a capacidade de manipulação das transações.

Aparentemente, uma única cadeia pode lidar com mais de 1000 transações por segundo, com confirmações realizadas em frações de segundo.

O BCOS permitirá que os reguladores e auditores acessem dados em tempo real. A plataforma também irá oferecer uma seleção de interfaces de desenvolvimento para auxiliar na criação de smart contracts de maneira simples e eficaz.

De acordo com o FISCO, o BCOS já ajudou em diversos projetos e ideias, como Ecossistemas de Cadeia Aberta, Modelos de Negócios Distribuídos e colaborações entre consórcios.

A natureza de código aberto também possibilitou que membros públicos tirassem proveito da plataforma no lançamento de aplicativos em transações de turismo, jogos, direitos autorais, finanças, entre outros.

Segundo o anúncio, a plataforma será oficialmente lançada durante o Singapore Fintech Festival, em novembro.

Leia mais: Japão aprova autorregulamentação da indústria de criptomoedas

FONTE: CCN

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli