Goldman Sachs diz que o dólar pode perder o status de reserva – o Bitcoin é a resposta?

Goldman Sachs pensa que o ouro é mais seguro do que o dólar americano no momento. Bitcoin, nem tanto

Os estrategistas do Goldman Sachs, o banco de investimentos de elite, alertaram hoje que os dias do dólar americano confiável podem estar contados. Mas não prenda a respiração: eles provavelmente não vão entrar no Bitcoin.

Segundo a Bloomberg, os estrategistas disseram em nota aos investidores que a posição do dólar como moeda de reserva mundial está ameaçada.

O dólar caiu em valor devido aos temores de uma segunda onda na pandemia de coronavírus nos Estados Unidos. O país, sob comando do presidente Donald Trump, não conseguiu conter o surto.

A nação com 330 milhões de habitantes tem o maior número de casos confirmados no mundo – 4,3 milhões, de acordo com Johns Hopkins, e mais de 1.000 mortes por dia em um momento em que as mortes em nações com afabilidade semelhante diminuíram para números gerenciáveis.

Ao mesmo tempo, o Fed imprimiu grande quantidade de dinheiro e houve uma guerra comercial com a China, tumultos generalizados e uma eleição futura. O Goldman Sachs certamente tem suas razões.

“Combinado com um nível recorde de acumulação de dívida pelo governo dos EUA, começaram a surgir preocupações reais sobre a longevidade do dólar como moeda de reserva”, disseram os estrategistas do Goldman, que incluíam o economista Jeffrey Curry.

————————————————————————————————————————————–

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: coinext.com.br

————————————————————————————————————————————–

Como retorno, o ouro é a “moeda de último recurso” que quebrou recentemente os recordes após um aumento de preço na semana passada.

Agora, em ouro, eles confiam, “particularmente em um ambiente como o atual, onde os governos estão degradando suas moedas fiduciárias e levando as taxas de juros reais a mínimos históricos”.

Não é o Bitcoin, também conhecido como ouro digital? Provavelmente: o Goldman Sachs “detonou” a criptomoeda em maio, durante uma ligação com investidores.

“As criptomoedas, incluindo o Bitcoin, não são uma classe de ativos”, disse a empresa. As criptomoedas “não mostram evidências de proteção da inflação”, nem “geram ganhos pela exposição ao crescimento econômico”.

As palavras de cautela do banco de investimento não intimidaram os verdadeiros entusiastas do Bitcoin. Atualmente o BTC está sendo negociado a US $ 11.000 – um preço que não havia atingido em quase um ano.

Fonte: Decrypt

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.