Golpistas usam contas verificadas no Twitter para enganar donos de criptomoedas

Verdadeiro ou falso?

Golpistas em busca de possíveis vítimas no Twitter desenvolveram uma nova – e preocupante –tática: utilizar contas que foram verificadas pelo próprio Twitter.
De acordo com uma reportagem do BuzzFeed, na semana passada, foi constatado que golpistas haviam criado contas que imitavam a Tron Foundation e seu fundador Justin Sun. A publicação revelou que uma das falsas contas verificadas, @TronFoundationl, clonou o conteúdo da verdadeira conta da Tron Foundation e, até mesmo, duplicou seu tweet fixo, no qual alertava usuários a terem cuidado com contas falsas.

A conta enganou usuários após publicar um link para uma carteira cripto e solicitar doações em ether, prometendo transferir cerca de 4 a 10 ether para os primeiros 200 usuários que fizerem “contribuições”. Na verdade, o golpe parece ser um aprimoramento de tentativas anteriores, na qual golpistas simplesmente criam suas próprias contas fraudulentas com o objetivo de se passar por desenvolvedores e outras pessoas bem conhecidas no mercado de criptomoedas.

Leia mais: Diretor da Bolsa de Valores suíça advoga sobre a criação de criptomoeda nacional

Jack Dorsey ciente dos riscos

E apesar do Twitter exigir que contas percam seu status de conta verificada quando o nome da conta é alterado, várias contas fraudulentas conseguiram manter seu status de conta verificada, normalmente representados por um ícone azul próximo ao nome de usuário.

“Se uma conta altera seu nome de usuário, ela deve perder seu status de conta verificada”, disse um porta-voz da empresa. “Qualquer instância em que isso não ocorra é um erro”.

A questão até mesmo chamou a atenção do fundador Jack Dorsey que comentou publicamente na segunda-feira que descobriu o erro e está corrigindo o processo.

Fonte: Coindesk.com