Governo da Suécia vendeu Bitcoins em taxas acima do mercado

O governo sueco leiloou com sucesso alguns bitcoins, cobrando mais do que a taxa de mercado prevalecente na venda.

O 0.6 BTC – juntamente com uma quantidade igual de bitcoin cash, que não foi divulgado anteriormente – foram vendidos pelo Kronofogden durante um leilão de uma semana de um total de 43.000 coroas, equivalente a cerca de US$ 6.841 no horário de imprensa.

Quando o leilão foi anunciado pela primeira vez na última quinta-feira, foi avaliado em cerca de US$ 3.200. O Bitcoin cash, de acordo com o CoinMarketCap, está sendo comercializado em torno de US$ 330.

Leia mais: Se Bitcoin é ponzi, então a Sociedade é ponzi: analista critica o presidente do Banco Central do Brasil

De acordo com a Digital Di, a maior organização de notícias digital da Suécia, a identidade do licitante vencedor não é conhecida imediatamente, nem o Kronofogden emitiu uma declaração oficial que marca a conclusão do leilão.

Bitcoins como ferramenta da cobrança

O destaque do leilão na semana passada foi notável, uma vez que o Kronofogden – que atua como uma espécie de agência de cobrança de dívidas – adquiriu as participações em criptomoeda como parte de suas funções oficiais.

De acordo com a Di Digital, um dos outros concorrentes, um membro do podcast de troca do dia, Borspodden confirmou que participaram, mas disseram que não ganharam o leilão.

Kronofogden não é a primeira agência governamental a vender bitcoins apreendidos. No início deste mês, o Departamento de Justiça dos EUA tomou posse formalmente de US$ 48 milhões acumulado através da venda de 144.336 bitcoins desde o encerramento do mercado escuro da Silk Road.

Ao preço de imprensa de cerca de US$ 5.650, essas participações valerão mais de US$ 800 milhões.

Fonte: CoinDesk