Halving da Litecoin: Moeda será “cortada” pela metade

Litecoin deverá gradualmente se tornar mais escassa no mercado devido o “halving” que acontecerá no dia 5

Uma regra incorporada no código da litecoin (LTC) é definida para reduzir as recompensas em breve para os mineradores que hoje garantem o processamento de transações no quarto maior blockchain do mundo em valor total.

Em aproximadamente cinco dias, a litecoin passará por uma mudança programada para reduzir a recompensa pela metade (halving) – um processo que visa preservar o poder de compra da criptomoeda. A recompensa de mineração está atualmente em 25 litecoins (U$ 2.500) por bloco e cairá para 12,5 litecoins (U$ 1.200) por bloco em 5 de agosto.

Com essa transição, o protocolo estará adicionando significativamente menos litecoins ao mercado depois de 5 de agosto.

O corte pela metade, portanto, parece similar aos aumentos das taxas de juros e outras medidas iniciadas pelos bancos centrais em todo o mundo ao combater a alta inflação, para que os investidores possam se sentir tentados a comprar litecoins enquanto se dirigem para o evento.

No entanto, embora a criptomoeda ser uma aposta para nos próximos dias, grandes ganhos parecem improváveis ​​com a ação de preço dos últimos seis meses, sugerindo que um corte de oferta iminente já foi precificado por traders experientes.

Litecoin dobrou em valor no primeiro trimestre

A litecoin, que foi negociada a U$ 30 em 1º de janeiro, encerrou o primeiro trimestre em US $ 61, representando um ganho de 100%. Esse foi o melhor desempenho do primeiro trimestre da LTC registrado, conforme relatado pela CoinDesk em 31 de março.

Mais importante ainda, a criptomoeda obteve ganhos estelares nos primeiros três meses deste ano, apesar da ação plana no bitcoin, a principal criptomoeda.

Essencialmente, a LTC entrou em um mercado de alta antes do bitcoin confirmar uma mudança de tendência de baixa para alta, com uma grande movimentação acima da resistência chave em U$ 4.236 em 2 de abril. Os preços chegaram a atingir máximos acima de U$ 140 em junho antes de cair para U$ 80 nesse mês.

As métricas não relacionadas a preços da Litecoin também aumentaram acentuadamente desde meados de dezembro, atingindo novos recordes várias vezes nos últimos dois meses. Por exemplo, o hashrate ou o poder de computação dedicado à mineração subiu para 523,81 TH / s em 14 de julho, um aumento de 258% em relação à baixa de 146,21 TH / s vista em dezembro de 2018, de acordo com o bitinfocharts.

História se repetindo

A Litecoin liderou o mercado mais amplo com ganhos de 100% no primeiro trimestre, seguidos por um aumento para máximas acima de U$ 145 em junho. No entanto, a recente queda para U$ 80 lembra a ação do preço vista em meses antes do último halving, que ocorreu em 25 de agosto de 2015.

Naquela época, os preços chegaram a U$ 1,12 em janeiro e atingiram US $ 8,72 em julho, antes de cair para US $ 2,55 em 25 de agosto.

Também é importante ponderar que, após o halving, os preços permaneceram presos, em grande parte, em uma faixa estreita de U$ 2,5 a U$ 5,5, antes de passar por uma forte alta em abril de 2017.

Se a história é um guia, então o LTC pode ser negociar de forma lateral após halving da semana seguinte, a menos que o BTC avance para o recorde de U$ 20.000.

A participação de mineradores pode cair depois do halving da litecoin

A rentabilidade da mineração provavelmente cairá em 50%, juntamente com recompensas do bloco, já que a dificuldade de mineração – uma medida de quão difícil é manter e aumentar a blockchain – raramente se ajusta imediatamente. Assim, alguns mineradores podem mudar para outras blockchains, levando a uma queda no hashate.

O poder de computação, no entanto, pode aumentar nos próximos meses, já que a queda na taxa de inflação para 4% dos atuais 8,4% ao ano provavelmente será um bom presságio para o preço da LTC. Isso compensaria a queda na lucratividade da mineração.

Vale a pena notar que o hashate caiu 15% próximo do halving anterior,  antes de se recuperar nas duas semanas seguintes, de acordo com a Binance Research.

Fonte: coindesk

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.