Hashrate do Bitcoin dá um grande salto com a migração de mineradores de Sichuan, na China

Agora que a estação chuvosa da China acabou, as mineradoras estão se mudando para regiões mais frias com preços de eletricidade mais baratos

O preço do Bitcoin pode ter dado uma pausa após uma alta de 20%, mas o mesmo não pode ser dito sobre o hash power que os mineradores estão usando para produzir BTC. No final de setembro, o hashrate da rede do Bitcoin atingiu um novo recorde em termos de valor bruto, de acordo com a Blockchain.com.

Em 2 de novembro, o hashrate despencou para níveis de meados de junho, abaixo de 95 Th/s, quando a estação chuvosa na China chegou ao fim. Um dos maiores pools de mineração de Bitcoin, a Poolin, observou:

“O hashrate da rede do Bitcoin tem caído consistentemente nas últimas duas semanas, à medida que os mineradores na China estão preparando suas operações para a migração sazonal.

 

Sem a eletricidade barata da estação chuvosa, eles estão se mudando de Sichuan para regiões mais frias com preços de eletricidade mais baratos.”

No dia seguinte a essa baixa dificuldade (em decorrência dos custos), o Bitcoin viu seu segundo maior ajuste negativo em toda a vida útil do ativo digital.

Agora que a estação das chuvas acabou, muitos mineradores desligaram as máquinas e começaram a buscar novas instalações de hospedagem que os ajudaram a ver um aumento de 25% na receita por Th/s, tornando a maior parte do hardware de mineração de antiga geração lucrativa, incluindo S9s, mais uma vez.A Poolin, em seu último Miner’s Digest, disse:

“Normalmente leva duas semanas para que as fazendas de mineração migrem para outro local, então esperamos que a maior parte dos 40EH/s de hashrate de rede retornem entre 10 e 14 de novembro.”

E como esperado, o hashrate teve um grande pico, se aproximando da ATH novamente.

Hashrate do Bitcoin

Como resultado deste grande salto no hashrate ontem, o tempo de geração de bloco que subiu acima de 15 minutos, dos 10 minutos regulares, caiu para menos de 8 minutos.

Como tal, as transações não confirmadas no mempool também caíram drasticamente de 150 mil para meros 11 mil. Naturalmente, as taxas médias de transação do Bitcoin também caíram de $ 13,4 em 31 de outubro para menos de $ 6.

Ainda assim, as taxas são altas em comparação com os níveis do início de 2020, quando estava abaixo de US$ 1, mas dada a bull run que estamos vendo, é de se esperar que, como foi em dezembro de 2017, as taxas médias atingiram um recorde histórico acima de US$ 55 .

Graças às altas taxas, a receita dos mineradores de Bitcoin atingiu um novo recorde em 2020.

Na semana passada, quase US$ 21 milhões foram pagos aos mineradores em um único dia, de acordo com o F2Pool. Durante esse tempo, a equipe do Lightning Labs lançou um pool Lightning sem custódia para obter rendimentos no BTC vendendo liquidez enquanto o F2Pool lançava seu pool de mineração Conflux.

Fonte: BTC EG

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.