Holders de XRP acusados ​​de divulgar “declarações falsas” sobre a liderança da SEC

Processo da SEC contra a Ripple e o XRP, ao que tudo indica, ainda está longe de terminar

A Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) afirmou que os holders de XRP estão disseminando declarações falsas sobre sua liderança nas redes sociais em sua moção para anular a intimação da Ripple para depor William Hinman, o ex-diretor da Divisão de Finanças Corporativas da agência.

A comunidade passou meio ano divulgando teorias da conspiração sobre Hinman e o ex-presidente da SEC Jay Clayton processando Ripple devido a supostos conflitos de interesse.

A SEC afirma que fazer Hinman testemunhar “aumentaria o impedimento para o serviço público”.

Isso abriria um precedente para um “desfile” de pedidos semelhantes para depor funcionários de alto escalão da agência.

A barra é muito alta

A moção afirma que a intimação dos réus deve ser anulada, uma vez que não cumpre seu ônus de demonstrar “circunstâncias excepcionais”. Existem limitações estritas na deposição de altos funcionários do governo:

“O objetivo da regra das “circunstâncias excepcionais” é “proteger os processos mentais” dos funcionários do governo “a fim de promover canais abertos de comunicação dentro do governo” e encorajar indivíduos qualificados a ocupar cargos públicos.

Hinman não tem conhecimento de primeira mão dos fatos relevantes para a defesa de aviso justo da Ripple, que a SEC afirma ser “muito insubstancial” para justificar o depoimento.

Além disso, a SEC indica que um pedido semelhante no caso Kik foi rejeitado pelo tribunal.

Como a Ripple e seus executivos estão enfrentando acusações civis, o regulador afirma que eles não deveriam ter “maior latitude” do que os réus criminais.

Conforme relatado pela U.Today, a SEC também apontou que os holders de XRP estavam usando palavrões e referências de violência física para intimidar funcionários de alto escalão da SEC.

Fonte: U.Today

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.