Chegou a hora da Coreia do Sul adotar as criptomoedas

Chegou a hora de adotar as criptomoedas, diz o presidente da Bolsa de Valores da Coreia do Sul

No estágio da Conferência Global ETP 2021, Sohn Byung-doo afirmou que a indústria de ativos digitais não é muito diferente dos mercados de capitais. O executivo enfatizou a necessidade de proteção ao investidor e suporte à estabilidade da transação.

O chefe KRX quer estudar criptoativos

Até agora, o Bitcoin e as criptomoedas permanecem fora do escopo regulatório doméstico que cobre o setor financeiro tradicional.

Nessa nota, Byung-doo destacou o número crescente de investidores em cripto na Coréia do Sul, estimado em cerca de 5 milhões, bem como o rápido aumento do volume diário de negociações no mercado de criptoativos do país, que fica logo atrás do mercado de ações.

Para colocar as coisas em perspectiva, o volume diário de negociação de criptoativos coreanos é de cerca de US $ 12 bilhões, enquanto o do índice composto da Coréia, KOSPI, é um pouco mais de US $ 16 bilhões.

Embora afirme que o país precisa estudar e explorar maneiras de abraçar a indústria florescente, o ex-regulador também pediu a implementação de regulamentação adequada que ajudará na institucionalização da classe de ativos. Sohn acrescentou:

“Agora é a hora das exchanges competirem diretamente com as estrangeiras.”

Atraso no imposto de criptomoedas da Coreia do Sul

No início desta semana, o ministério das finanças da Coréia do Sul, anunciou sua decisão de atrasar os planos de taxar os lucros das criptomoedas, por algum tempo. De acordo com uma emenda aprovada pelo comitê de finanças da, Assembleia Nacional da Coreia do Sul, a lei de criptoativos tributária, que estava programada para entrar em ação em, 1º de janeiro de 2022, foi adiada por um ano.

O anúncio inicial sobre a taxação dos lucros em cripto gerou debates massivos e reações adversas para os investidores em criptomoedas, em todo o país. Propôs a cobrança de um imposto de 20% sobre os ganhos de ativos digitais acima de US $ 2.100. Como resultado, muitos investidores em cripto invadiram o, Cheongwadae da Coréia do Sul ou o site da Casa Azul, com petições condenando o plano tributário.

Houve duas razões principais para a indignação. Em primeiro lugar, esses investidores estavam sendo tributados muito mais do que os participantes do mercado de ações. O limite deste último, para tributar ganhos de capital é de cerca de US $ 42.000. Em segundo lugar, ainda não existe uma estrutura regulatória com medidas de proteção para investidores em criptomoedas. Conseqüentemente, a tributação foi considerada não razoável, por muitos.

Mais recentemente, a Comissão de Serviços Financeiros (FSC) do país, convocou a Assembleia Nacional para implementar a responsabilidade criminal por práticas desleais, como manipulação de preços e comércio de informações privilegiadas, no mercado de criptomoedas.

Fonte: CryptoPotato

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8