Huobi abre filial para o Partido Comunista da China por exigência do governo

A plataforma é a primeira da indústria de cripto a adotar a prática

A Huobi, grande exchange de criptomoedas, criou uma divisão destinada ao Partido Comunista (PC) para cumprir as exigências do Estado Chinês.

Sediada em Singapura, a plataforma foi fundada na China e buscou por expandir internacionalmente neste ano. A recente notícia leva muitos a crer que a exchange optou por manter “laços mais próximos” com o governo.

Aparentemente a plataforma irá criar uma filial para o PC em uma subsidiária adicional.

De acordo com a lei chinesa, empresas com mais de 3 funcionários membros do PC deve criar a própria filial. Até recentemente, a medida se aplicava apenas a empresas estatais.

A Huobi se tornou o primeiro negócio da indústria de cripto a adotar a prática.

“… é um marco para nossa empresa”, disse Li Lin, fundador e CEO da exchange de criptomoedas.

Atualmente a China ainda apresenta barreiras em relação às criptomoedas, como a proibição de comércio e propaganda. As normas criam uma atmosfera cautelosa entre os investidores.

A Huobi atualmente está entre as 3 maiores exchanges do mundo, com cerca de US$758 milhões em transações nas últimas 24h.

FONTE: COINTELEGRAPH

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli