IBM solicita patente Blockchain para tornar jogos de realidade aumentada mais seguros

O novo sistema posicionará recursos do jogo em espaços físicos “indesejados”

Recentemente a IBM solicitou outra patente blockchain visando impedir que jogadores de realidade aumentada (AR) invadam espaços indesejáveis.

Na nova patente, a IBM detalha um método baseado na tecnologia blockchain e um sistema de interação entre um dispositivo móvel que executa a realidade aumentada e um banco de dados local que define e mantém limites seguros entre objetos AR e locais físicos reais.

De acordo com o documento, é distribuído um livro-razão configurado para manter de modo contínuo uma lista crescente de registros de dados. Estes são protegidos contra alterações e falsificações.

Leia mais: Dash avança 13% após lançamento de novo serviço de pagamento

Utilizando a tecnologia blockchain, o exemplar permite que dispositivos móveis obtenham um sinal que indica se determinado local em AR é desejável ou não.

Na patente a IBM afirma que o sistema do jogo está ligado a um local que é sobreposto por imagens de itens do jogo, como recursos, personagens, etc.

Atualmente, a IBM é uma das maiores fornecedoras de tecnologias de patentes relacionadas ao blockchain. A companhia só perde para o Alibaba, que entrou com 90 pedidos de patentes, enquanto o IBM possui 89.

Leia mais: BitMEX lança ferramenta para monitorar forks de Bitcoin e Bitcoin Cash

FONTE: COINTELEGRAPH

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli