Ignorando a regulamentação. Novas exchanges cripto proliferam na Coreia do Sul

Apesar da incerteza regulamentar e em virtude da alta demanda e modelos de negócio lucrativos, novas exchanges cripto estão se preparando para lançar suas plataformas na Coreia do Sul. É estimado que dez plataformas cripto sejam lançadas no primeiro semestre de 2018, incluindo duas empresas listadas pela Kosdaq.

Novas Exchanges a caminho

Apesar da incerteza regulamentar, novas empresas estão se apressando para lançar suas exchanges cripto na Coreia do Sul. Na segunda-feira, uma reportagem do Business Korea disse:

“Um número crescente de empresas de tecnologia da informação (TI), tais como as pertencentes aos setores de jogos e segurança, afirmaram que entrarão no mercado de exchanges cripto”.

A reportagem ressaltou que duas empresas listadas pela Kosdaq, em particular, estão “agilizando a criação de sua exchange [cripto]”. A NEX G e a Hanbit Soft estão desenvolvendo sistemas de segurança e de proteção contra a lavagem dinheiro para lançar as exchanges cripto. Ambas as empresas esperam lançar suas exchanges em março. De acordo com a reportagem, um representante da Nex G disse:

“Já implantamos a nossa corporação na semana passada e estamos planejando operar a exchange chamada de ‘Nex Coin’. Instalaremos todos os sistemas fornecidos por uma instituição financeira normal como sistemas de proteção contra lavagem de dinheiro e de controle de segurança.”

Leia mais: Moeda em queda! Bitcoin se aproxima dos $11.000 dólares

Lucros altos atraindo exchanges

A Business Korea explicou:

“Sob a atual legislação de comércio eletrônico, empresas podem operar uma exchange cripto por registrá-la ao governo local como um empreendimento de telemarketing.”

A Coreia do Sul possui quatro exchanges cripto importantes e uma grande variedade de exchanges pequenas e de tamanho médio. A Bithumb é a maior exchange cripto do país por volume de negociações. No entanto, a exchange financiada pela Kakao Corporation, Upbit, alega ter ultrapassado seu volume em dezembro. Outras exchanges importantes incluem a Korbit e a Coinone. No começo do mês, o noticiário Digital Times salientou:

“Há aproximadamente 30 exchanges de criptomoedas em funcionamento na Coreia, e haverá mais de 10 exchanges sendo abertas no primeiro semestre deste ano.”

Além da Nex e do Hanbit Soft, outra exchanges que entrarão em funcionamento no primeiro semestre deste ano incluem a Zeniex e a Komid. É esperado que a Zeniex seja lançada este mês. A Komid já está em funcionamento desde 5 de Janeiro. De acordo com a Yonhap, em seu lançamento, a pagina inicial da plataforma “foi paralisado devido a um excessivo aumento no número de acessos.”

“A página foi acessada por mais de 100.000 pessoas,” explicou Komid.

O noticiário destacou que a “gigantesca receita de comissões provenientes da moeda virtual” é a principal razão pela que muitas empresas estão abrindo exchanges.

“No caso da Upbit e da Bithumb, as maiores exchanges da Coreia, o rendimento diário de comissão média é estimado em 3,6 bilhões de dólares para a Upbit e 2,6 bilhões de dólares para a Bithumb.”

O que você acha do lançamento de novas exchanges na Coreia do Sul? Comente na seção abaixo.

Fonte: Bitcoin.com