Índia pode voltar atrás sobre a proibição das criptomoedas.

Parece que a Índia não seguirá o exemplo da China, em proibir atividades relacionadas à criptomoeda.

Isso deve resolver uma situação que se arrasta há pelo menos três anos, culminando em março de 2020, quando uma lei poderia ser aprovada, proibindo não apenas as atividades relacionadas à criptomoeda (como na China), mas também a sua posse.

Mas agora o vento parece ter mudado, e cerca de 15 milhões de investidores em criptomoeda na Índia talvez possam respirar aliviados.

Por outro lado, a posição do Banco Central da Índia sempre foi contra o desenvolvimento das criptomoedas, embora sejam cada vez mais populares.

Em uma entrevista no final de setembro a um jornal indiano, a Ministra das Finanças, Nirmala Sitharaman, falou sobre as criptomoedas e as discussões que estavam ocorrendo no governo sobre elas:

Não é uma questão de alfabetização ou compreensão – é também uma questão de até que ponto esta é uma moeda transparente; vai ser uma moeda disponível para todos? El Salvador pode ser um lugar excepcional onde eles tentaram alguma experimentação. Existem outros países que estão falando sobre o Banco Central ter uma criptomoeda legítima. Isso pode ser uma possibilidade.

Criptomoedas como commodities

De acordo com um funcionário anônimo, do Ministério das Finanças da Índia, espera-se que o novo regulamento trate as criptomoedas como um ativo financeiro da mesma forma que as commodities.

Conforme informado por este funcionário:

O que não deverá acontecer futuramente, é que se eu criar uma moeda digital pessoal, e depois de um bom marketing, todo mundo comprar e depois de um tempo, eu fuja. O governo precisa olhar para a regulamentação para evitar este tipo de golpe.

A Índia adora criptomoeda

A Índia é um dos países de crescimento mais rápido em investimentos em criptomoedas, com várias startups envolvidas no negócio.

Alguns especialistas acreditam que, essa aceleração do projeto de regulamentação da criptomoeda pode ter influência na recente proibição imposta pela China.

De acordo com Kapil Rathi, fundador da CrossTower, a Índia pode ter uma grande oportunidade, de se beneficiar da repressão da China à indústria de criptomoedas. Ele declarou a respeito:

A China forçar tal inovação e avanço é benéfico para a Índia, e a Índia agora deve receber esta nova tecnologia de braços abertos. A criptomoeda pode fazer da Índia um líder global nesta nova tecnologia.

Criptomoedas e regulamentação

Têm tido discussões em muitos países, sobre como regulamentar as criptomoedas, mas até agora quase nenhum país propôs uma regulamentação precisa para criptomoedas e atividades relacionadas.

Os Estados Unidos aprovaram recentemente uma lei tributária sobre ganhos e transações em criptomoedas, que são tributados como se fossem bens imóveis.

Suíça e Israel são dois dos países em que as criptomoedas já são regulamentadas como ativos financeiros e, portanto, representam dois modelos para todo o mundo da criptomoeda.

Fonte: Cryptonomist

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno.Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_