Investidores ainda verão mais perdas no Bitcoin, Ethereum e Cardano, diz CEO do JP Morgan

Investidores

Para o CEO do JP Morgan, Jamie Dimon, investidores ainda verão perdas consideráveis abaixo dos 50% da última alta histórica

Jamie Dimon não tem sido o melhor defensor das criptomoedas. No entanto, o Banco que ele lidera como CEO, o JP Morgan, vem facilitando sua postura em relação aos ativos digitais e avançou com vários planos para fornecer a seus clientes opções de negociação de criptomoedas. Com o mercado de criptomoedas e dado que agora há exposição ao mercado até certo ponto, Dimon se adiantou para explicar que o Banco espera mais declínio, segundo publicado por Bitcoinist.

Dimon expos seu pensamento em uma conferência de serviços financeiros onde explicou que um “furacão económico” iria abalar o mercado. Obviamente, algo assim se espalharia por todos os mercados financeiros e o mercado de criptomoedas não será poupado.

O CEO aconselhou os investidores de criptomoedas a “se prepararem”, pois espera a volatilidade do mercado. Isso se deve ao fato de que o Fed começará a implementar suas políticas de “aperto quantitativo” que farão com que o Fed remova a liquidez do mercado.

Conforme avisou Dimon:

Eu disse que são nuvens de tempestade, são grandes nuvens de tempestade aqui. É um furacão [e] esse furacão está bem ali na estrada vindo em nossa direção. Só não sabemos se é uma pequena tempestade ou a supertempestade Sandy.

O mercado de criptomoedas

Vendo qualquer gráficos cripto, não é preciso ser um especialista para notar que o mercado de criptomoedas teve um primeiro semestre difícil de 2022. As moedas maiores e mais estabelecidas no mercado de criptomoedas caíram pelo menos 50%, como Bitcoin e Ethereum, e mais no caso de Cardano e Binance Coin.

Este crash viu mais de US $ 1 trilhão varrido do mercado em menos de um ano e, se Dimon estiver certo, isso pode ser apenas o começo. Se o Fed começar o aperto quantitativo e sugar a liquidez do mercado, isso afetaria o poder de compra da maioria dos investidores, fazendo com que mais dinheiro deixasse as criptomoedas.

Esse declínio pode atrasar o mercado em alguns anos, colocando-o no território das mínimas de 2020. Se o mercado de criptomoedas continuar seguindo a tendência do mercado de ações, que está em declínio constante este ano, um declínio acentuado na liquidez faria o mercado de ações balançar consideravelmente, desencadeando um efeito adverso no mercado de criptomoedas.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_