IOTA dobra de preço em pouco mais de um mês

IOTA reage e demonstra forte tendência de alta no curto prazo

Já cantava Chico Buarque: “Quem te viu, quem te vê”. Em apenas 11 dias a IOTA – uma das poucas criptomoedas presentes no top 30 do CoinMarketCap que não é baseada em blockchain – praticamente dobrou seu valor. Uma alta de 98% em menos de duas semanas é o reflexo perfeito das expectativas extremamente otimistas do mundo cripto para 2020.

Após um ano de 2019 simplesmente terrível (que a colocou como uma das moedas com maior desvalorização), a IOTA finalmente respira bons ares. Durante a redação desse texto a criptomoedas é negociada na faixa de US$ 0.2970 na exchange Bitfinex (gráfico 1).

O que chama a atenção, contudo, é o expressivo gráfico de alta dos últimos dias. Partindo de um fundo em US$ 0.1486 no dia 18 dezembro, a moeda não parou de subir desde então. Apenas nos últimos 5 dias, são mais de 30% de incremento no valor do ativo.

iotaGráfico 1 por: TradingView

 

Há quem aponte que a alta está intimamente ligada com a subida do Bitcoin. De fato, o BTC teve seu fundo atingido no dia 18 de dezembro (gráfico 2), assim como a IOTA. Partindo de um fundo em US$ 6.480, o Bitcoin escalou até os atuais 9370 dólares atuais em pouco mais de 30 dias.

Os gráficos tem suas semelhanças e o movimento é, de fato, parecido. Mas também há quem diga que existe muito além das análises gráficas. Lembremos que a IOT (Internet of things ou Internet das coisas, em português) é muito mais uma tecnologia do que necessariamente uma moeda.

Há quem defenda o fato de que a IOTA definitivamente não é uma moeda, independente de toda a especulação que é criada em torno dela. Entretanto, essa não é uma discussão que abordaremos nesse texto.

Gráfico 2 por: TradingView

 

Para quem está chegando agora e não acompanha o mercado cripto há muito tempo, a IOTA despontou em 2017 como uma das criptomoedas mais promissoras até então, chegando rapidamente ao top 10 das moedas com maior capitalização de mercado, segundo dados do CoinMarketCap.

A moeda que custava apenas US$ 0.346 em 6 de novembro de 2017 saltou para mais de US$ 5.70 em 19 de dezembro daquele ano. Uma alta colossal que iludiu muitos traders e frustou muitos holders, visto que o preço despencou nos dois anos seguintes.

Desde então o projeto passou por mudanças e criou diversas parcerias. O preço, contudo, nunca mais retornou aos seus antigos momentos de glória.

Para 2020 há uma expectativa de retorno à tendência de alta, mas isso só deve acontecer caso a IOTA consiga consolidar seu preço acima dos US$ 0.30. As próximas semanas são cruciais. Recomendamos acompanhar de perto, sempre com o stop engatilhado.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.