Lightning Network está se espalhando rapidamente na América Latina

A Lightning Network na América Latina está se movendo rapidamente, e não é somente em El Salvador

Lightning Network está se espalhando rapidamente na América Latina

Embora a LN de El Salvador seja agora amplamente utilizado, graças ao aplicativo estatal Chivo e ao fato de o Bitcoin ter moeda legal, o pequeno estado da América Central tem apenas 6,5 milhões de habitantes dos 640 milhões da América Latina.

A partir do momento em que El Salvador declarou o Bitcoin como moeda legal, houve imediatamente um aumento significativo na adoção da Lightning Network para pagamentos de Bitcoin no resto da América Latina e em mercados emergentes semelhantes.

A questão é que, graças a LN, é possível enviar remessas de dinheiro do exterior e recebê-las em casa de forma extremamente rápida e barata, ao contrário dos sistemas clássicos que são mais lentos e mais caros. O sucesso da LN em El Salvador se deve principalmente a isso, além do fato de tornar o BTC facilmente dispensável onde quer que seja aceito.

Além disso, há outra semelhança.

El Salvador quer criar uma lei de títulos do governo e licenciar a conhecida exchange de criptomoedas Bitfinex para emitir títulos tokenizados. O objetivo é financiar a criação da Bitcoin City local, onde os moradores não pagarão impostos sobre ganhos de capital, renda, propriedade ou salários.

Subjacente ao projeto está a ideia de alavancar o Bitcoin para desencadear o progresso econômico e financeiro, por exemplo, por meio da mineração.

Países da América Latina que usarão Lightning Network

Nisso, a América Latina realmente parece empenhada em seguir o exemplo de El Salvador, ou seja, usar recursos naturais (como energia geotérmica) para abastecer fazendas de mineração de Bitcoin.

Além de El Salvador, outro país da América Central, a Costa Rica, e Paraguai na América do Sul, parecem caminhar nessa direção.

Esses projetos também têm em comum o objetivo de explorar fontes de energia limpa, visto que o consumo de energia é alto e infelizmente em algumas outras nações utiliza fontes poluentes.

Nesse contexto, a Lightning Network poderia trazer inclusão financeira e liberdade para esses países emergentes, em parte porque é confiável e privada, sem a necessidade de envolver terceiros ou intermediários. Também poderia reduzir o risco de os governos imporem políticas que possam restringir a liberdade de movimento de capital.

Também ajuda a população que não tem acesso a contas bancárias facilitando transações (quase instantâneas e gratuitas) tornando o Bitcoin utilizável também como meio de pagamento .

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8