London School of Economics oferecerá um curso online sobre criptomoedas

A London School of Economics (LSE) oferecerá um curso online sobre investimento em criptomoedas, tendo início em agosto de 2018, conforme relatou o Financial Times ontem.

Leia mais: Banco Popular da China vai “destruir” ICOs estrangeiras destinadas a investidores chineses

Segundo o anúncio, o novo curso, chamado “Cryptocurrency Investment and Disruption” (Investimento em Criptomoedas e Disrupção), ajudará estudantes a aprenderem habilidades práticas para interagir com exchanges, ensinado inclusive sobre como utilizar uma carteira, além de avaliar analiticamente as ofertas iniciais de moedas (ICOs).

A LSE, que é a alma mater de 36 líderes mundiais e 18 laureados com Prêmio Nobel, alega ser conhecida por seu lema de “entender as causas das coisas”. Ao introduzir o curso, a universidade espera ajudar organizações privadas, investidores individuais, empresas de serviços financeiros, governos e agências regulatórias a entenderem a tendência altamente disruptiva das criptos.

“O crescimento e volatilidade exponenciais das criptomoedas, bem como a tecnologia de registros distribuídos que serve de base para elas, geraram um interesse global em cripto ativos, ICOs e a distribuição das riquezas digitais.”

Leia mais: MyEtherWallet alerta sobre novo hack e pede que usuários de Hola movam seus fundos

O curso será conduzido pelo Dr. Carsten Sørensen, professor associado de Sistemas e Inovações. Composto por seis módulos e totalizando quase 60 horas de aula, o curso terá um valor de 1800 euros (aproximadamente R$8200).

A Universidade de Malta também anunciou hoje que começará a oferecer diplomas sobre blockchain a partir de outubro deste ano.

Em fevereiro, a universidade australiana pública RMIT lançou o primeiro curso a nível universitário do país sobre blockchain. O curso de oito semanas, chamado “Desenvolvendo Estratégias com Blockchain“, pretende não só ensinar os aspectos teóricos do blockchain, como também as habilidades práticas necessárias para utilizar a tecnologia.

Leia mais: Criptomoedas se tornarão uma forma de pagamento mainstream dentro de uma década, aponta estudo

Fonte: The Cointelegraph