Maduro está doando um Petro para cada médico na Venezuela

O governo da Venezuela está dando uma unidade da criptomoeda nacional a cada um de seus médicos como um gesto de agradecimento por seus esforços em conter o coronavírus

É dito que toda crise leva a uma oportunidade. O governo venezuelano, que está dando a cada médico do país um Petro, parece determinado a alavancar a comoção global do coronavírus para aumentar o uso de sua criptomoeda nacional em todo o país.

Ontem o governo anunciou através de suas mídias sociais o bônus para os médicos venezuelanos como um gesto de gratidão pelo trabalho realizado para combater o coronavírus.

O bônus especial “Médicos da pátria” de um Petro será distribuído aos médicos venezuelanos através do “Sistema Pátria”. O governo criou a plataforma para ajudar a lidar com as condições socioeconômicas da população e distribuir bônus e subsídios, sem recorrer ao sistema bancário tradicional.

A prática de longa data – e amplamente criticada – do governo de Nicolás Maduro de doar bônus e distribuir dinheiro à população foi imitada por vários países do continente. Além dos Estados Unidos, países como Brasil, Chile, Argentina, Peru, Colômbia e Equador adotaram políticas semelhantes às de Maduro.

Além desse bônus especial para os médicos, Maduro aprovou anteriormente benefícios para os venezuelanos que não puderam trabalhar devido à quarentena. O governo distribuiu os bônus “Fique em Casa” e “Disciplina e Solidariedade” no final de março, embora na época eles usassem moeda fiduciária em vez de criptomoeda.

1 Petro é igual a …?

É difícil dizer que efeito o desembolso para os médicos terá sobre eles ou sobre o preço do Petro. Apesar de ser vendido como uma stablecoin, o Petro é uma moeda especialmente instável.

De acordo com os números oficiais do governo, 1 Petro vale US$ 58,93 (dólar americano). Entretanto, no mercado secundário, o token vale muito menos. Em Amberes – a exchange mais popular entre os comerciantes venezuelanos de Petros – o bônus poderia ser resgatado por cerca de 0,0026 BTC (cerca de US$ 18); na Localbitcoins, vale cerca de 0,0038 BTC.

O Petro ainda não conseguiu se posicionar como a moeda nacional amplamente aceita que o governo Maduro pretendia. Os testes da integração da blockchain na infraestrutura bancária foram suspensos até novo aviso.

Talvez alguns médicos mantenham seu Petro na esperança de que um dia tenha mais valor. Enquanto isso, eles têm as mãos cheias para combater uma doença contagiosa em um país especialmente mal equipado para lidar com a pandemia.

Fonte: Decrypt

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.