Maior produtora de diamantes do mundo se alia à plataforma Blockchain da De Beers

A empresa pretende utilizar a tecnologia para armazenar informações sobre as pedras

A Alrosa, maior empresa vinculada à mineração de diamantes do mundo se aliou à De Beers, indústria que utiliza a plataforma blockchain “Tracr” para o fornecimento de diamantes.

Atualmente a maior produtora mundial de diamantes brutos em termos de quilates, a Alrosa se associou ao projeto piloto da Tracr, que visa melhorar a transparência e a confiança do consumidor em toda a extensão que abrange o valor do diamante, da mineração até a venda.

Leia mais: Tether retoma sua paridade com o dólar após queda no suprimento

O projeto desenvolve um certificado digital para cada pedra, registrando os principais atributos e transações. Todas as informações são armazenadas no blockchain, de modo que o consumidor poderá verificar a natureza do produto.

Uma das preocupações abordadas no desenvolvimento da plataforma foi identificar “diamantes de conflito”, ou “diamantes de sangue”. Tais pedras são extraídas de zonas de guerra para financiar de forma ilícita o combate.

A iniciativa foi projetada para complementar regulamentos existentes que trabalham para promover a confiança na indústria.

De acordo com Sergey Ivanov, CEO da Alrosa, a parceria foi impulsionada por uma crença de que a cooperação da indústria é necessária para o “objetivo comum”.

Em maio deste ano, a De Beers utilizou o blockchain para rastrear 100 diamantes de alto valor.

Em julho a Cartier anunciou planos de utilizar a tecnologia para a mesma finalidade.

Leia mais: Blockchain e criptomoedas: O que esperar do futuro presidente Jair Bolsonaro

FONTE: COINTELEGRAPH

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli