Malta Gaming Autorithy lança projeto para avaliar controle sobre criptomoedas

A fase inicial de testes irá durar em torno de 10 meses

Recentemente a MGA (Malta Gaming Authority) lançou a primeira fase de uma iniciativa desenvolvida para avaliar a eficiência de seu controle em relação às criptomoedas.

A iniciativa, chamada Sandbox Framework, é um avanço no sentido de permitir que operadores de jogos licenciados processem transações em criptomoedas.

O processo de testes terá duas fases, onde a primeira foi iniciada em 1º de janeiro de 2019. Durante este período serão testados aplicativos de processo MGA para a utilização de Distributed Ledger Technologies (DLT), como o blockchain, em jogos de azar. Os aprovados passarão por testes de ativos blockchain em um ecossistema controlado, permitindo que o regulador avalie todos os perigos potenciais associados ao seu uso.

A fase inicial irá durar pelo menos 10 meses, podendo ser estendida pelo regulador. Para participar do teste, o candidato deve ser um operador licenciado pela MGA.

Ao longo dos testes os participantes devem relatar os gastos dos jogadores em criptomoedas, assim como transações em cripto que falharem.

Sobre a segunda fase, ainda não há uma data de início estipulada, mas já foi revelado que esta abordará aplicativos para o uso da tecnologia das criptomoedas e blockchain em sistemas licenciados, ao invés de apenas oferece-los como uma opção de transação aos jogadores.

FONTE: I GAMING BUSINESS

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli