Mastercard realiza pesquisa na América Latina e 51% dos entrevistados já utilizaram cripto

Mastercard

Pesquisa da Mastercard constatou que consumidores da América Latina e Caribe já tiveram contato com as criptomoedas

A Mastercard disse que conversou com “mais de 35.000 pessoas em todo o mundo” como parte de sua pesquisa do New Payments Index, com 51% dos entrevistados da LAC dizendo que haviam concluído “pelo menos uma atividade relacionada a criptomoedas nos últimos 12 meses.”

Ele acrescentou que “mais de um terço” dos entrevistados latino-americanos/caribenhos já usaram uma stablecoin para “fazer o pagamento de uma compra diária”.

A pesquisa, realizada entre março e abril deste ano, constatou ainda que 54% dos consumidores latinos e caribenhos estão “otimistas” quanto ao desempenho dos ativos digitais como investimento.

Cerca de 66% dos latino-americanos e caribenhos responderam que queriam “maior flexibilidade para usar cripto e métodos de pagamento tradicionais de forma intercambiável” em suas operações financeiras diárias.

82% também responderam que queriam que seus atuais Bancos fornecessem uma série de funções “relacionadas a criptomoedas” “diretamente disponíveis” e 77% dos entrevistados disseram que ficariam felizes em usar mais criptomoedas se entendessem mais sobre isso.

A pesquisa indicou ainda que, se os criptoativos “forem emitidos ou apoiados por uma organização confiável”, como um Banco, 69% dos entrevistados se sentiriam mais confiantes em investir.

E 67% disseram que ficariam felizes em fazer ou receber pagamentos em criptoativos se os tokens tivessem financiadores tradfi (finanças tradicionais).

A pesquisa da Mastercard também descobriu que os pagamentos digitais estão em alta na América Latina, com 95% dos entrevistados afirmando que pretendem usar métodos de pagamento digital no próximo ano. Quase um terço dos entrevistados afirmou ter usado menos dinheiro nos últimos 12 meses.

As descobertas da pesquisa vêm logo após uma enxurrada de atividades na região da Visa, rival da Mastercard. Este último lançou vários cartões criptos no Brasil e na Argentina este mês, em parceria com os principais players locais da indústria de blockchain.

Walter Pimenta, vice-presidente executivo de produtos e engenharia da Mastercard na região da América Latina/Caribe, foi citado afirmando que “cada vez mais latino-americanos estão demonstrando interesse em criptomoedas e querem soluções que facilitem o acesso ao mundo das criptomoedas”.

Ele acrescentou que a Mastercard está agora trabalhando em “soluções para expandir a inclusão digital e fortalecer alianças que garantam operacionalidade e suporte”.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_