Mastercard usa Bakkt para oferecer pagamentos com criptomoedas

Em breve, os comerciantes da rede de pagamentos da Mastercard poderão aceitar criptomoedas.

A gigante de serviços financeiros Mastercard está pronta para anunciar que os milhares de bancos e milhões de comerciantes em sua rede de pagamentos logo serão capazes de integrar cripto em seus produtos, de acordo com um relatório da CNBC.

Para isso, a Mastercard firmou parceria com a empresa de ativos digitais Bakkt, que prestará serviços de custódia aos comerciantes e instituições que se inscreverem.

Quando foi lançado, em 2018, Bakkt foi concebida como uma custodiante de Bitcoin, como Coinbase Custody ou Anchorage.

Em março, a Bakkt lançou sua carteira cripto e o aplicativo Bakkt. O aplicativo Bakkt permite aos consumidores usar Bitcoin como pagamento e coletar pontos de fidelidade e recompensas com várias marcas participantes, incluindo Starbucks.

Este mês, Bakkt começou a negociar na Nasdaq. Ela fechou seu primeiro dia em US$ 876, ficando 6,41% abaixo de seu preço de abertura de US$ 9,41. Hoje, está sendo negociado a US $ 12,28 por ação.

O negócio da Mastercard trará uma infinidade de serviços de cripto para a rede de pagamentos Mastercard, incluindo carteiras Bitcoin, a capacidade de ganhar recompensas cripto em cartões de crédito e débito, habilitados para criptoativos, e participação em programas de fidelidade de companhias aéreas, ou hotéis selecionados onde as recompensas podem ser convertidas em Bitcoin.

O crescente interesse institucional na criptomoeda tem sido a força motriz por trás da última iniciativa, disse Sherry Haymond, vice-presidente executiva de parcerias digitais da Mastercard.

A notícia chega após uma semana de desempenho explosivo de preços no mercado global de criptoativos.

Na quarta-feira da semana passada, o líder de mercado, Bitcoin, estabeleceu um novo preço recorde de US$ 66.930. No dia seguinte, Ethereum, a segunda maior criptomoeda em valor de mercado, também estabeleceu um novo recorde histórico de US$ 4.366.

Muito do entusiasmo recente em torno das criptomoedas se deve ao lançamento do ETF futuro de Bitcoin da Proshares, o primeiro veículo de investimento regulamentado nos Estados Unidos, que permite aos investidores ganhar exposição ao Bitcoin sem comprá-lo diretamente.

O lançamento da ProShares foi seguido na sexta-feira com o anúncio de que a SEC aprovou também o depósito do ETF Bitcoin Futures da Valkyrie.

 

Fonte: DeCrypt

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8