Medici Ventures investe em plataforma blockchain para reduzir falsificação do vinho

Pesquisas mostram que 20% do vindo consumido no mundo é falso

Segundo comunicado oficial, a Medici Ventures, subsidiária da Overstock.com, investiu na empresa VinX para o desenvolvimento de uma plataforma baseada em blockchain.

De acordo com o anúncio, a plataforma permitirá uma redução nas fraudes que ocorrem na indústria do vinho.

Leia mais: Argentina terá 30 caixas eletrônicos de Bitcoin até 2019 graças à inflação do Peso

Aparentemente, 20% do vinho comercializado ao redor do mundo possui rótulo falsificado. O plano da VinX é implantar a tecnologia para criar um vínculo direto entre os consumidores e as vinícolas.

De acordo com a empresa, a medida visa a eliminação de intermediários supostamente fraudulentos.

“Como qualquer economia, a indústria do vinho possui dificuldades em escalonar seus sistemas intermediários (…). Os passos da VinX na tokenização do vinho, enquanto permitirá que os entusiastas da bebida saciem suas dúvidas quanto à autenticidade do produto, posicionará toda a indústria como modelo de uma nova economia global”, disse Patrick Byrne, CEO e fundador da Overstock.com.

WeBitcoin: Medici Ventures investe em plataforma blockchain para reduzir falsificação do vinho

Em maio foi anunciada uma notícia semelhante. Aparentemente a startup chinesa de blockchain VeChain iniciou testes em um aplicativo que utiliza a tecnologia para verificar o sistema de suprimento de vinho.

De acordo a pesquisa, mais da metade do vinho Chateau Lafite-Rothschild negociado e consumido na China é falso.

Leia mais: Petro: Grande nome do Ethereum descobre plágio no Whiter Paper da criptomoeda venezuelana

FONTE: COINTELEGRAPH