Mercado cripto em queda! Ripple, Bitcoin Cash, e outros registram queda de 10%

Resistindo à correção

Após um declínio inicial no valor em 21 de janeiro, o mercado de criptomoedas passou por outra pequena correção hoje cedo.

Muitas das grandes criptomoedas no mercado, com exceção de vários ativos digitais, registraram cerca de 10 por cento de queda em seu valor. Dentre eles, a Ripple registrou 10% de perdas e o Bitcoin Cash registrou uma queda de 8,5% em seu preço.

O Bitcoin e o Ethereum caíram em cerca de 6 por cento, uma margem menor do que a maioria das criptomoedas no mercado global. Visto que o Bitcoin e o Ethereum possuem valorizações de mercado e volumes de negociações diárias significativamente maiores em comparação com outras criptomoedas, ambas tendem a apresentar quedas e aumentos em margens menores, mostrando um nível de volatilidade menor.

Desde que o mercado cripto passou pela forte correção de preços no começo de janeiro, o mercado tem se esforçado para recuperar seus valores recordes. O Bitcoin, o Bitcoin Cash e a Ripple estão abaixo de 50 por cento de seus valores recordes, enquanto o Ethereum se recuperou ligeiramente para o valor de $1.000 dólares.

Leia mais: Taxas de transações em Bitcoin estão custando menos de $1 dólar

Medida necessária

Nos últimos doze meses, o mercado cripto raramente teve correções que duraram por longos períodos. O Ethereum e a Ripple registraram mais de 100% de aumento no período de um ano e durante esse período, a maioria das criptomoedas também apresentaram aumentos significativos.

Para o crescimento a longo prazo, é esperado que o mercado cripto passe por correções que durem semanas, pois isso permitirá que o mercado global se estabilizasse e se solidifique, removendo especuladores e investidores temporários. No entanto, se o volume de negociações diárias do mercado global de criptomoedas continuar a diminuir, a curto prazo, o mercado de criptomoedas poderá sofrer para se recuperar da recente correção.

Nos últimos sete dias, o volume de negociações diárias do mercado global caiu de $35 bilhões de dólares para $27 bilhões, enquanto as exchanges coreanas Upbit e Bithumb ultrapassavam a Binance e a Bittrex para se tornarem as maiores exchanges do mercado.

A Upbit é operada pela Dunamu, empresa subsidiária da KakaoTalk, que possui a plataforma de negociação de ações mais amplamente usada no mercado local. Por causa de sua conexão com a Kakao, os usuários da Upbit podem depositar ou sacar pagamentos usando a KakaoPay, o aplicativo mais popular de fintech na Coreia do Sul. Como tal, em virtude da dominância da KakaoPay no mercado fintech sul-coreano e da conexão do Upbit com a Kakao, a base de usuários da Upbit aumentou rapidamente.

Adesão crescente

Nessa semana, foi relatado que 1 entre 10 transações de bitcoins estão sendo processadas na Índia e que mais da metade dos russos estão cientes do bitcoin. A adesão de criptomoedas como o bitcoin e o Ethereum está subindo rapidamente em países com grandes economias, mas sem regulamentações e políticas claras. Portanto, se o governo indiano e o governo russo regularem seus mercados cripto em 2018, é provável que o mercado de criptomoedas mercado cresça em termos de valor e de volume diário de negociações.

Anatoly Aksakov, presidente do comitê de mercados financeiros do estado de Duma na Rússia, ressaltou que espera que regulamentações para as criptomoedas sejam apresentadas em março. Regulamentar um grande mercado de criptomoedas como o da Rússia é um sinal otimista para o crescimento a meio prazo das criptomoedas.

“Espero que a aprovação do projeto de lei sobre criptomoedas seja feita em março…. O problema é que já temos um número de pessoas que adquiriram criptomoedas e foram enganadas, temos que dar às pessoas a oportunidade de trabalhar legalmente com a moeda, para protegê-las o quanto for possível,” disse Aksakov.

Fonte: CCN.com

Foto de Andre Cardoso
Foto de Andre Cardoso O autor:

André , ariano, engenheiro, empreendedor, trader de criptos profissional, palestrante e professor. Adora números, gráficos e aprender coisas novas.

andre.cardoso.btc/