Mercado de criptomoedas estará sujeito a nova tradição, enquanto HitBTC é acusada de congelar contas dos clientes

A restrição já conta 10 dias

No dia 3 de janeiro, exatamente 10 anos após a criação do bloco gênesis do Bitcoin, o setor iniciará uma nova tradição: a Proof of Keys Celebration (Celebração de Prova de Chaves), iniciativa planejada para forçar exchanges e outros serviços terceirizados a provar que realmente possuem reservas de criptomoedas.

O evento teve o nome escolhido por Trace Mayer, grande investidor e empreendedor, e envolverá usuários de diversos serviços terceirizados, retirando o máximo de criptomoedas das respectivas plataformas. Tais usuários podem optar por devolver seus fundos às plataformas, caso desejem.

Em paralelo, a HitBTC restringiu as contas de usuários quando estes tentaram realizar a retirada de seu capital em criptomoedas.

Um usuário chegou a expressar seu descontentamento com a restrição de sua conta após passar por procedimentos KYC (Know Your Costumer).

“Seis meses atrás, minha conta foi suspensa. Após meses enviando 40 e-mails, o HitBTC finalmente liberou minha conta. Imediatamente eu retirei a maioria dos meus fundos, mas deixei uma pequena quantia para o day trade. Fiz isso após a HitBTC prometer que “Nenhuma restrição automatizada” seria aplicada. Durante os meses, pelo day trading eu retomei meu saldo (…). Com a Celebração de Prova de Chaves chegando, imaginei que a HitBTC seria a principal suspeita de insolvência, então tentei retirar meus Bitcoins. E adivinhe, eles bloquearam a retirada e congelaram minha conta novamente”

O bloqueio ocorreu há mais de 10 dias, e aparentemente, a HitBTC enviou apenas respostas automatizadas quando questionada, cessando a comunicação por diversos dias.

FONTE: ETHEREUM WORLD NEWS

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli