Mercado Livre irá banir as criptomoedas?

A plataforma irá cessar anúncios de venda de criptoativos?

De acordo com uma matéria do site de notícias News Bitcoin.com, o Mercado Livre, maior mercado de comércio eletrônico latino-americano por número de visitantes, iria proibir a publicação de listagens de criptomoedas após um investimento de US$750 milhões do PayPal.

Esclarecendo o caso, o Mercado Livre afirmou que apenas serão encerradas as listagens ativas na condição de “usado” referentes a moedas digitais.

Atualmente o Mercado Livre atua no Brasil, Bolívia, Argentina, Costa Rica, Colômbia, El Salvador, Chile, Nicarágua, Guatemala, Uruguai, México, Honduras, Peru, Panamá, República Dominicana, Venezuela e Paraguai.

De acordo com uma pesquisa, a plataforma contém aproximadamente 9.326 anúncios relacionados ao termo de pesquisa “criptomonedas”, termo em espanhol para criptomoedas. 5.638 anúncios foram relacionados ao termo de pesquisa “Bitcoin” e 2.636 a “Ethereum”.

Recentemente o banco BTG Pactual anunciar planos para entrar no setor com o lançamento de um token de segurança. O banco pretende arrecadar US$15 milhões por meio de uma oferta para seu token Reitbz, que poderá financiar ativos imobiliários em dificuldade no Brasil.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli