Michael Saylor diz que não respeita os traders de Bitcoin

Michael Saylor já se mostrou um grande entusiasta do Bitcoin

Durante uma entrevista em 2 de outubro com Daniela Cambone-Taub da Stansberry Research, o CEO da MicroStrategy, Michael Saylor, mais uma vez exibiu sua forte mentalidade HODL ao afirmar que não respeita os traders de Bitcoin:

“Eu não sou um trader. Eu realmente não respeito os traders.”

Saylor diz ainda que está seguindo a estratégia de investimento do CEO da Berkshire Hathaway, Warren Buffett, que exige a compra de ativos e sua manutenção por um longo período de tempo.

Por que a MicroStrategy passou o ouro?

Conforme relatado pela U.Today, a MicroStrategy fez um movimento extraordinário ao adotar o Bitcoin como seu ativo de reserva. Ela adquiriu um valor colossal de US$ 425 milhões em BTC. A maior empresa de inteligência de negócios do mundo originalmente pesquisou ouro, mas depois decidiu ficar com sua versão digital.

Saylor explica que Bitcoin é “um ativo infinitamente difícil”. Enquanto isso, o ouro pode ser produzido por seres humanos se houver incentivo suficiente. Ele observa que nenhuma quantia de investimento na mineração de Bitcoin pode realmente produzir mais moedas:

“O ponto-chave aqui é que se eu colocar cem bilhões de dólares na mineração de ouro, produzirei mais ouro (quanto mais podemos debater). Se eu investir cem bilhões de dólares na mineração de Bitcoins, não produzirei mais Bitcoins. Vou apenas produzir mais segurança.”

Uma recepção calorosa

É importante notar que Saylor é o maior acionista da MicroStrategy, que controla 72 por cento do poder de voto. Falando sobre como os funcionários de sua empresa reagiram à decisão de Saylor, ele disse que eles estavam “muito animados” com esse movimento progressivo:

“Nossa empresa está cheia de amantes de tecnologia e o Bitcoin é ouro digital. É a desmaterialização do ouro da mesma forma que a Apple desmaterializou sua câmera e o Facebook desmaterializou suas fotos e o Google desmaterializou sua biblioteca. Então, é muito legal estar no limite da onda virtual onde você está fazendo algo que será um milhão de vezes melhor do que o que veio antes.”

Fonte: U.Today

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.