Microsoft anuncia nova rede de identidade descentralizada no blockchain do Bitcoin

Novo projeto da Microsoft irá utilizar o blockchain para viabilizar identidades digitais

Em um comunicado recentemente publicado pela equipe da Microsoft, a empresa anunciou a pré-visualização de uma rede de identidade descentralizada (DID) no blockchain do Bitcoin. Chamada Identity Overlay Network (ION), a rede é baseada no protocolo Sidetree em um “conjunto emergente de padrões abertos” desenvolvidos pela empresa ao longo dos anos.

O projeto faz parte de uma iniciativa noticiada pela Microsoft no ano passado, que se baseia na ideia de que todos os indivíduos possuem direito a documentos de identidade, visto que muitos serviços oferecidos pela comunidade exigem a apresentação de alguma declaração legal de identificação.

Como comunicado pela empresa, a ideia é criar novos tipos de identidades digitais, projetadas do zero para aprimorar a privacidade pessoal, a segurança e o controle pelo indivíduo. Com a ION, a Microsoft irá viabilizar um sistema descentralizado que permitirá a identificação legal para diversas pessoas, incluindo as que residem em áreas carentes, remotas, ou que estão passando por algum tipo de conflito.

“Nós acreditamos que cada pessoa precisa de uma identidade digital descentralizada que possua e controle, apoiada por identificadores próprios que possibilitem interações seguras e preservadoras de privacidade. Essa identidade própria deve integrar-se perfeitamente em suas vidas e colocá-las no centro de tudo o que fazem no mundo digital.”

De acordo com a publicação, o blockchain do Bitcoin será utilizado para alimentar e ancorar identificadores de Identity Hubs, que irão fornecer armazenamento seguro e criptografado de dados pessoais para viabilizar um sistema de identidade descentralizado em todo o mundo.

“Essa abordagem melhora consideravelmente o rendimento dos sistemas DID para alcançar dezenas de milhares de operações por segundo.”

Recentemente o WeBitcoin noticiou que a Microsoft se aliou à JP Morgan Chase para reformular a arquitetura do blockchain Quorum. Aparentemente os desenvolvedores tem trabalhado para inovar a arquitetura de privacidade da plataforma, visando torná-la mais fácil de ser implementada por um leque mais amplo de empresas.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli