Mike Novogratz sobre a repressão chinesa: “Levará algum tempo para o Bitcoin se recuperar”

“Notícias da China não são boas”

Ex-gerente de fundos de hedge e CEO da Galaxy Digital, Michael Novogratz compartilhou sua opinião sobre a última tentativa da China de reprimir as criptomoedas. Novogratz utilizou o Twitter para explicar por que as autoridades chinesas estão tentando suprimir o Bitcoin (BTC) e as criptomoedas mais uma vez. Segundo ele, a repressão deve ser atribuída ao autoritarismo do sistema político do presidente Xi Jinping.

https://twitter.com/novogratz/status/1406973401923739648?ref_src=twsrc%5Etfw

“As notícias da China não são boas. Xi é um líder autoritário que quer controlar as coisas. $ BTC é o oposto de autoritarismo. Os cidadãos chineses sempre encontrarão uma maneira de mover ativos para fora do sistema, mas eles estão tornando isso mais difícil. Levará algum tempo para se recuperar. Tenha fé.”

Embora o líder chinês queira “controle sobre as coisas”, o Bitcoin continua sendo o oposto do autoritarismo.

O CEO da Galaxy Digital está certo de que os proprietários chineses de criptomoedas serão capazes de mover ativos para fora da China, mas será mais difícil fazer isso devido às circunstâncias atuais.

Enquanto isso, esse processo não está nem perto do fim, e Novogratz recomenda aos bitcoiners “manter a fé”.

Bitcoin despenca para uma baixa de duas semanas com os mineradores deixando a China

A repressão chinesa ao Bitcoin e às criptomoedas vai muito além das operações de mineração. Conforme relatado anteriormente, o Banco Central da China proibiu cinco grandes bancos de interagir com empresas orientadas para criptomoedas.

Além disso, a CNBCs Beijing Bureau Chief, Eunice Yoon, confirmou que os mineradores de Bitcoin (BTC) de Guangzhou  começaram a mover suas plataformas para Maryland, EUA.

As últimas notícias fortaleceram o sentimento de baixa para o Bitcoin (BTC): a criptomoeda carro-chefe caiu para uma baixa de duas semanas abaixo de $ 31.800 nas principais exchanges à vista.

No entanto, alguns opinam que o êxodo dos mineradores de Bitcoin (BTC) da China porá um fim no “China FUD” por um tempo.

Fonte: U.Today

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.