Mineradores de Bitcoin no Texas interrompem operações devido a uma severa onda de calor

Mineradores de Bitcoin no Texas interrompem operações devido a uma severa onda de calor

Mineradores de Bitcoin localizados no Texas, como Argo e Riot, desligaram suas máquinas por causa de uma onda de calor esperada prestes a atingir o estado.

As empresas de mineração de Bitcoin no Texas desligaram suas máquinas em antecipação a condições climáticas extremas. Em algumas partes do estado, as temperaturas devem ultrapassar os 40 graus (Celsius) o que, combinado com o consumo de eletricidade das empresas mencionadas, pode levar a interrupções na rede de energia. As informações são do site CryptoPotato.

Prepare-se para a onda de calor

Em entrevista à Bloomberg, Lee Bratcher – presidente da Texas Blockchain Association – revelou que quase todos os principais mineradores de Bitcoin no Texas desligaram suas máquinas desde que os meteorologistas previram uma semana escaldante para a região. Empresas líderes, incluindo Riot Blockchain e Argo Blockchain, têm uma forte presença no estado devido à postura amigável às criptomoedas e aos baixos preços da eletricidade.

Essas empresas gerenciam vários supercomputadores de uso intensivo de energia necessários para minerar Bitcoin. Combinado com a onda de calor, isso pode causar problemas na rede elétrica do estado e deixar a população com um fornecimento de energia instável.

Bratcher disse que mais de 1.000 megawatts de carga de mineração de Bitcoin foram desligados para economizar energia para a rede do estado.

“Isso representa quase toda a carga de mineração de Bitcoin em escala industrial no Texas e permite que mais de 1% da capacidade total da rede seja empurrada de volta para a rede para uso comercial e de varejo”, acrescentou.

Na sexta-feira passada, o estado marcou seu recorde histórico de uso de energia em 78.206 megawatts. Curiosamente, as temperaturas naquela época estavam em torno de 37-38 graus (Celsius), enquanto esta semana, espera-se que ultrapassem 40.

O operador de energia do estado – o Electric Reliability Council of Texas (ERCOT) – monitora a atividade dos mineradores locais de Bitcoin e disse que essas empresas são obrigadas a desligar suas máquinas em caso de condições tão extremas.

A organização estima que essas empresas poderiam aumentar sua demanda de eletricidade em até seis gigawatts até meados do próximo ano, o que seria energia suficiente para abastecer todas as casas em Houston.

Problemas em Montana, também

Outro estado dos EUA que foi atingido por condições climáticas desagradáveis ​​foi Montana. Uma forte tempestade no mês passado paralisou 75% das operações da Marathon Digital. O minerador de Bitcoin acredita que os problemas serão parcialmente resolvidos em julho. No entanto, a produtividade permanecerá significativamente reduzida até que todos os danos sejam resolvidos.

No início deste ano, a Marathon revelou intenções de realocar alguns de seus equipamentos de mineração para outras regiões, como o Texas. Dados os problemas em Montana, a empresa pode acelerar esses planos. Fred Thiel – Presidente e CEO – explicou:

“Trazer os mineradores totalmente online de volta levará tempo, e estamos comprometidos em fazer tudo o que pudermos para reconstruir nossa taxa de hash e melhorar nossa produção de Bitcoin… de modo geral, nosso pipeline de novos arranjos de hospedagem em potencial continua forte.”

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.