Mineradores de Bitcoin da China foram atingidos por escassez global de chips

O custo das plataformas está aumentando à medida que a demanda pelas principais criptomoedas aumenta, expulsando players menores

A escassez global de chips está dificultando a produção de máquinas usadas para mineração de Bitcoin, um setor dominado pela China, elevando o custo das plataformas conforme a demanda por criptomoedas aumenta.

As mineradoras de Bitcoin menores estão sendo reduzidas, o que está acelerando a consolidação do setor porque só é lucrativo para os grandes players, muitos dos quais operam fora da China, relata a Reuters.

A mineração de Bitcoin é observada de perto por traders e usuários porque a quantidade de criptomoedas que os mineradores fabricam e vendem no mercado afeta sua oferta e preço.

Negociando por volta de $ 32.000 no sábado, o Bitcoin caiu 20% em relação a sua maior alta, perto de $ 42.000, há duas semanas, mas ainda está cerca de 700% acima de sua baixa de março de $ 3.850.

“Não há chips suficientes para suportar a produção de plataformas de mineração”, disse Alex Ao, vice-presidente da Innosilicon, projetista de chips e grande fornecedora de equipamentos de mineração.

Os mineradores de Bitcoin usam equipamentos de informática especialmente projetados e cada vez mais poderosos – plataformas – para verificar as transações de Bitcoin em um processo que cria novos BTCs.

A Taiwan Semiconductor Manufacturing Co e a Samsung Electronics Co, principais produtoras de chips especialmente projetados usados ​​em plataformas de mineração, também priorizariam o fornecimento a setores como os de eletrônicos de consumo, cuja demanda de chips é vista como mais estável, disse Ao.

A escassez global de chips está interrompendo a produção de uma gama global de produtos, incluindo automóveis, laptops e telefones celulares, disse o relatório da Reuters.

A lucratividade da mineração depende do preço do Bitcoin, do custo da eletricidade usada para alimentar a plataforma, da eficiência da plataforma e de quanto poder de computação é necessário para extrair um Bitcoin.

Fonte: Asia Times

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.