Mineradores saindo da China: isso é bom ou ruim para o Bitcoin?

Nova regulamentação na China deve mudar os planos dos mineradores de Bitcoin

Reguladores e fiscalizadores chineses emitiram dois avisos assustadores em uma semana. O preço do Bitcoin (BTC) despencou para US $ 30.000, valor que não atingia desde janeiro. Há algumas evidências de que os mineradores de Bitcoins (BTC) chineses podem levar esses alertas muito a sério.

A especialista em criptomoedas Dovey Wan, parceira fundadora da Primitive Ventures, tem certeza de que o hashrate da rede do Bitcoin (BTC) cairá ainda mais. Já perdeu 30% desde meados de maio e agora está estimado em 120 EH / s.

Bitcoin (BTC) network hashrate drops to 120 EH/s - Bitcoin mineradores

Imagem por Bitinfocharts

 

Embora a queda do hashrate Bitcoin (BTC) em meados de abril tenha sido provavelmente atribuída à explosão da mina de carvão na província da Mongólia Interior, a queda contínua pode indicar que os mineradores podem começar a abandonar a China.

A Sra. Wan admitiu que muitos mineradores chineses estão se preparando para se mudar para o exterior. Para eles, a contínua repressão à mineração de Bitcoin (BTC) estava prevista desde 2018. Portanto, eles vão realocar as instalações de mineração fora da China.

Ela afirma que as plataformas serão transferidas principalmente para o Paquistão, Cazaquistão e “outros países subdesenvolvidos adjacentes” que são tradicionalmente amigáveis ​​aos empresários chineses.

Além disso, alguns mineradores chineses são atraídos pela eletricidade de baixo custo na África e estão explorando oportunidades de minerar bitcoins (BTC) lá, acrescentou a Sra. Wan.

Bitcoin Mining 2.0

Enquanto isso, essa migração pode avançar a posição da criptomoeda carro-chefe. O pesquisador experiente do Bitcoin (BTC), Vijay Boyapati, opina que o Bitcoin (BTC) se beneficiará de sua proibição na China.

Bitcoin (BTC) moving out of China may be good for its progress

Imagem via Twitter

 

Caso o governo chinês restrinja as atividades de mineração, os empresários do Bitcoin (BTC) terão que buscar oportunidades para continuar minerando em países menos autoritários.

Como resultado, assim que a maioria dos mineradores sair da China, o tradicional “China FUD” será finalmente descartado.

Ao mesmo tempo, o proeminente cypherpunk e CEO do estúdio de desenvolvimento Blockstream Bitcoin (BTC), Adam Back, está certo de que a China nunca “realmente” baniu o Bitcoin (BTC). Portanto, todos esses alertas assustadores nada mais são do que problemas “perdidos na tradução”.

Conforme relatado pela U.Today anteriormente, o anúncio anti-Bitcoin (BTC) de ontem resultou em uma queda de dois dígitos no preço da moeda-rei. No início desta semana, o Bitcoin (BTC) atingiu US $ 30.000, alimentado principalmente pelo China FUD.

No entanto, mover instalações chinesas de Bitcoin para o exterior será um processo complicado e desafiador para gigantes da mineração. Como resultado, os pools de mineração que já estabeleceram negócios fora da China podem se beneficiar mais com esse “êxodo”.

Fonte: U.Today

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.