Ministro francês planeja fazer com que toda a União Europeia adote a regulamentação de criptomoedas da França

França pretende criar um único quadro regulamentar

De acordo com um anúncio realizado pelo Ministro das Finanças Bruno Le Maire durante um evento voltado à tecnologia blockchain em Paris, a França está se preparando para convencer a União Europeia a adotar seus regulamentos para criptomoedas.

O parlamento francês recentemente aprovou uma nova lei financeira que aborda algumas partes da indústria de criptoativos. Aparentemente a França é o primeiro grande país a adotar este tipo de regulamentação hoje em dia, o que reflete a vontade de atrair novos investidores que se sentiam inseguros com o setor graças a falta de regulamentação devida.

“Irei propor aos meus parceiros europeus que criemos um único quadro regulamentar para criptoativos inspirado na experiência francesa”, disse Le Maire, afirmando que o método adotado pelo país é o “correto”.

O primeiro da Europa com garantias

O recém aprovado projeto do governo francês para o setor irá permitir a solicitação de um certificado para empresas que pretendem emitir novas criptomoedas ou que desejam negociar as já existentes. A iniciativa constitui uma atração para os investidores à sombra da ausência de uma regulamentação na maioria dos outros países.

A Comissão Europeia, por sua vez, recentemente iniciou um estudo de viabilidade sobre como regulamentar o setor, embora nenhuma legislação seja esperada até o fim do ano.

A nova regulamentação proposta pela França concede às autoridades o espaço necessário para descobrir e verificar quem emitiu determinada moeda e quem administra determinada plataforma, tendo ainda acesso aos planos de negócios das empresas e descobrir se cumprem ou não as regras contra lavagem de dinheiro.

Recentemente correram boatos de que a nova lei francesa irá cobrir investidores contra fraudes, mas sem compensá-los em casos de perda.

Até o momento as autoridades do país não revelaram os requisitos necessários para registrar legalmente um negócio vinculado ao setor.

FONTE: ATOZ MARKETS

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli