Monero declara guerra a fabricantes de ASICs

O Monero, criptomoeda especializada em privacidade, declarou guerra aos fabricantes de ASICs (circuitos integrados de aplicação específica).

No domingo, um grupo de desenvolvedores do Monero publicou um informativo sobre as atualizações do desenvolvimento da moeda abordando uma questão que se tornou frequente entre altcoins que podem atualmente ser minerados de forma lucrativa utilizando GPUs (placas de vídeo) – Como reagir diante da ameaça imposta pelo futuro desenvolvimento de circuitos integrados de aplicação especifica(ASIC) construídos pela Bitmain ou outra fabricante para minerar Cryptonight, no qual possui o mesmo algoritmo de hashing em prova de trabalho (PoW) do XMR.

Resposta do Monero? — Um ataque preventivo

De agora em diante, os desenvolvedores da criptomoeda visarão proteger a resistência da rede contra ASICs, modificando ligeiramente seu algoritmo de PoW em cada hard fork agendado, o que normalmente ocorre duas vezes por ano. Estas mudanças não afetarão usuários comuns do XMR, entretanto, o algoritmo de hashing será tão alterado que equipamentos de mineração ASIC se tornarão inúteis após cada fork.

Mas caso estes ajustes de PoW não sejam o suficiente para desestimular o desenvolvimento de equipamentos ASIC para a mineração de Cryptonight, o Monero “fará um hard fork emergencial para conter qualquer ameaça de equipamentos ASICs.”

Leia mais: Rapper Jay-Z expande portfolio para incluir criptos

Transição para ASICs precisa ser igualitária

De acordo com os desenvolvedores, esta postura proativa garantirá que a mineração de Monero permaneça relativamente igualitária e, consequentemente, descentralizada – pelo menos até que o mesmo possa ser dito da indústria de mineração em ASIC.

O informativo postado por dEBRYUNE, dnaleor, e Monero project dizia: “Os ASICs poderão ser um desenvolvimento inevitável para qualquer prova de trabalho, mas acreditamos que qualquer transição a uma rede controlada por ASICs necessite ser a mais igualitária possível a fim de promover a descentralização. Por enquanto, duvidamos que qualquer um dos mais recentes equipamentos ASIC de mineração de Cryptonight sejam igualitários e promovam uma rede descentralizada.”

Os autores ressaltaram que em virtude do mercado de ASICs ser atualmente controlado por um pequeno grupo de fabricantes – especialmente a gigante chinesa Bitmain – seria relativamente simples para que governos forcem estas empresas a construir equipamentos nocivos à rede ou que apenas vendam equipamentos para clientes que possuam licenças especiais do governo.

No entanto, mineradores que usam GPUs utilizam chips de uso geral para computadores, impossibilitando que órgãos reguladores tentem forçar mineradores a adquirir licenças emitidas pelo governo.

O primeiro ajuste no PoW será implementado no próximo hard fork da rede que está programado para março.

Fonte: CCN.com

Foto de Andre Cardoso
Foto de Andre Cardoso O autor:

André , ariano, engenheiro, empreendedor, trader de criptos profissional, palestrante e professor. Adora números, gráficos e aprender coisas novas.

andre.cardoso.btc/