Muito cedo para o “To the moon!”? Motivos para a alta de 1.000 dólares no Bitcoin

Veja abaixo 3 motivos para a recente alta no preço do Bitcoin

Enquanto a semana vai avançando, o Bitcoin segue com sua volatilidade desenfreada sem que haja coronavírus ou qualquer empecilho pra isso. Inclusive podemos considerar o coronavírus um fator importante para as variações recentes no preço, e isso ficará melhor explicado no decorrer desse texto.

O importante de se salientar aqui é que o BTC partiu de um fundo em aproximadamente US$ 5780 na manhã do dia 23, buscando um topo em US$ 6860 na madrugada de hoje (24). Uma alta de 1.000 dólares em menos de 24 horas. Os motivos? Alguns você confere abaixo:

1 – China se recuperando do coronavírus

Sendo o primeiro país a sofrer com a epidemia – que posteriormente passou a ser considerada uma pandemia – a China está pronta para seguir em frente. O país está há vários dias sem registrar qualquer novo caso local do Covid-19, à exceção de imigrantes e viajantes.

O país inclusive está liderando os esforços de pesquisa para o desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus.

Com a epidemia controlada, a China está começando a reabrir suas fábricas e a incentivar a economia. E assim como as bolsas, o Bitcoin reagiu bem a essas notícias.

2 – O “dólar digital” dos Estados Unidos

Trata-se de uma medida proposta pelos membros do Partido Democrata dos Estados Unidos, cujo objetivo é criar carteira e dólar digitais, para que dessa forma o governo, através do Fed possa transferir dinheiro diretamente para indivíduos e empresas.

Essa é mais uma medida que vai na linha de combate à epidemia do coronavírus, beneficiando principalmente àqueles que tiveram suas fontes de renda prejudicadas pela doença.

Na prática, podemos estar falando de uma tokenização do dólar, tanto que o assunto deixou a comunidade cripto em polvorosa. Conforme explicamos nesse texto, Bitcoin e XRP podem sair como os grandes ganhadores dessa empreitada.

3 – Bancos Centrais inundando a economia

Inundando de quê? De papel, é claro.

Vendo o estado quase terminal dos mercados, tanto o Banco Central Europeu como o Fed, na tentativa de conter a crise econômica, estão despejando caminhões de dinheiro nos mercados financeiros.

Isso animou os mercados, ao mesmo tempo que oferece ainda mais argumentos aos cripto defensores acerca do problema de ter uma entidade central reguladora. Enquanto o Fed injeta bilhões na economia quase a seu bel-prazer, o Bitcoin segue descentralizado e independente.

O lado bom disso tudo é que essa montanha de dinheiro acabou respingando no BTC, que também colhe os frutos do socorro governamental oferecido aos mercados.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.