NFT é a palavra do ano de 2021 do Dicionário Collins

O Dicionário Collins transformou NFT em sua palavra de 2021, com o acrônimo cripto superando “metaverso“, “duplo-vaxxed” e “cheugy“.

Collins define um NFT – abreviação de token não fungível – como “um certificado digital exclusivo, registrado em uma blockchain, que é usada para registrar a propriedade de um ativo, como uma obra de arte ou um colecionável.” Como substantivo, o termo descreve “um ativo cuja propriedade é registrada por meio de um token não fungível“.

Os NFTs ganharam destaque em 2021, com a venda de US $ 69 milhões de uma obra de arte do NFT pelo artista digital Beeple em março, gerando um grande interesse pelos tokens.

O mundo da arte correu para lucrar com a oportunidade apresentada pelos NFTs, com as veneráveis ​​casas de leilão Christie’s e Sotheby’s realizando leilões dos ativos digitais e exposições NFT em locais que vão desde galerias em Mayfair em Londres até o Museu Hermitage, na Rússia.

NFTs de projetos incluindo CryptoPunks e Bored Ape Yacht Club foram vendidos por milhões de dólares, enquanto os crypto avatares se tornaram o flex preferido para celebridades no Twitter (que por si só anunciou planos para verificar avatares NFT).

Celebridades de, Quentin Tarantino a Martha Stewart, correram para lançar seus próprios NFTs, seguindo os passos de grandes marcas. A Visa até comprou seu próprio CryptoPunk para adicionar à sua coleção de “artefatos históricos de comércio“.

Curiosamente, um dos outros candidatos à palavra do ano de Collins aponta para o possível futuro dos NFTs: “metaverso“.

O metaverso, um mundo virtual compartilhado, se tornou a palavra da moda do dia, nas últimas semanas, depois que o Facebook anunciou seus planos de mudar a marca como Meta, uma empresa “metaverso primeiro“. A Microsoft e a Nike rapidamente seguiram o exemplo com suas próprias jogadas no metaverso.

Central para este mundo virtual compartilhado é a ideia de propriedade digital, com os participantes podendo comprar terrenos virtuais e possuir objetos virtuais que podem ser transportados entre diferentes plataformas de metaverso. E esses itens provavelmente serão representados por NFTs.

Ele está preparando o terreno para uma batalha entre os defensores de um metaverso aberto, como o CEO da Epic Games, Tim Sweeney, e o CEO da Kraken, Jesse Powell, e aqueles que estão pressionando por um metaverso mais centralizado.

Uma coisa é certa: os NFTs farão parte da conversa por muito tempo.

Fonte: DeCrypt

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8