Noruega estabelece novas regras aos provedores de criptomoedas

Medida espera reduzir lavagem de dinheiro no país

Segundo anúncio oficial nesta quinta-feira (4 de outubro) a Autoridade de Supervisão Financeira da Noruega (FSA) irá implementar novos regulamentos relacionados à criptomoedas no país.

Um dos objetivos é reduzir a lavagem de dinheiro nas exchanges nacionais.

De acordo com o anúncio, a lei entrará em vigor no dia 15 de outubro, e afetará tanto empresas norueguesas quanto filiais de companhias estrangeiras.

Leia mais: 54% dos investidores institucionais acreditam que o valor do Bitcoin formou seu fundo

Embora a implantação seja rápida, as empresas possuem um prazo de 3 meses para se regularizar, tendo até 15 de janeiro.

“A FSA irá garantir que exchanges de criptomoedas e provedores de armazenamento cumpram com as regras de lavagem de dinheiro. Entretanto, a corporação não impõe nenhuma restrição relacionada ao monitoramento de outras áreas, como a proteção ao investidor”, declarou a agência.

A “Lei de Branqueamento de Capitais” se aplica tanto aos serviços relacionados à criptomoedas quanto às moedas fiduciárias.

Entretanto, trocas entre diferentes tipos de criptoativos não estão incluídas.

A Lei impõe ainda que empresas que armazenam chaves privadas em nome de seus clientes deverão respeitar o regulamento. As empresas que não armazenam estão isentas.

Sob a nova regulamentação, os afetados devem se registrar na FSA e fornecer uma série de documentos.

Leia mais: Revista Time coloca startup envolvida com blockchain na sua lista de 50 companhias mais engenhosas

FONTE: BITCOIN.COM