Novo software viabiliza compra e venda de criptomoedas em caixas eletrônicos comuns

Coinsquare lança tecnologia que permite suporte para criptomoedas em ATMs convencionais

De acordo com um comunicado de imprensa publicado ontem, a exchange canadense Coinsquare acaba de lançar um novo software que irá permitir o suporte para criptomoedas em milhões de caixas eletrônicos convencionais ao redor do mundo.

Chamada Just Cash, a solução foi criada por Todd Lawrence e Victor Cook, e consiste em uma tecnologia que viabiliza a compra e venda de criptomoedas “através do processo tradicional, sem corromper a rede do caixa eletrônico”.

WeBitcoin: Novo software viabiliza suporte para criptomoedas em caixas eletrônicos comuns
Imagem de divulgação publicada no Twitter da Coinsquare

A inovação trabalha como uma atualização de sistema, sem precisar de um novo hardware, investimentos adicionais do operador do caixa, ou um aplicativo móvel.

“A simplicidade da atualização reduz o atrito de todas as partes e permite que os usuários comprem criptomoedas através de um processo de transação seguro, familiar e confiável.”, diz o comunicado.

De acordo com Cole Diamond, CEO da Coinsquare, a solução permite o preenchimento de uma lacuna existente por meio da utilização dos milhões de caixas eletrônicos já existentes, possibilitando uma fácil experiência de compra aos clientes.

“O Bitcoin é novo e estranho para muitos, mas caixas eletrônicos não são. Entrando na rede existente de caixas eletrônicos globais, as criptomoedas podem finalmente atingir as massas. Estamos trazendo o processo familiar e confiável para o mundo das criptomoedas, e vice-versa, pela primeira vez.”

De acordo com o Coin ATM Radar, atualmente existem mais 5.000 caixas eletrônicos de criptomoedas ao redor do mundo, sendo que a maior concentração é nos Estados Unidos (3.276), seguido pelo Canadá (691).

Em janeiro a número tinha acabado de ultrapassar 4 mil. Na época, o aumento na demanda e na popularidade dos caixas eletrônicos foi apontada como coincidente com os esforços do G20 para regulamentar as criptomoedas com estruturas regulatórias mais apertadas.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli