Novos dados mostram um aumento de 60% na renda diária dos mineradores de ETH

Por que a renda diária da mineração de ETH cresceu?

Os responsáveis pela mineração de ETH começaram recentemente a ver um aumento maciço na renda diária, que disparou 60% em um único mês. O crescimento pendente até excedeu o aumento de preço de 40% do token que ocorreu durante o mesmo período.

Pelo que se sabe, a renda diária dos mineradores Ethereum costumava ficar em US$ 1,85 por 100 MH/s. Pelo menos, essa era a situação no final de junho. Contudo, no mês seguinte, um grande crescimento começou a ocorrer.

A mudança foi particularmente fácil de ver nas últimas duas semanas. No total, a receita aumentou 60%, chegando a US $ 3,27 em 25 de julho. Nos últimos dois dias a métrica sofreu uma correção, voltando a US$ 3 por 100 MH/s.

Especialistas acreditam que o crescimento da lucratividade da mineração ocorreu devido às crescentes taxas de transação dentro da rede. Ao mesmo tempo, outros mineradores começaram a chegar, aumentando a concorrência.

Como mencionado, a Ethereum também teve um crescimento significativo dos preços no mês passado. No mesmo dia, 27 de junho, o preço da moeda era de US$ 229. No entanto, no momento da redação deste artigo, é quase US$ 100 mais alto, ficando em US$ 327.

————————————————————————————————————————————–

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: coinext.com.br

————————————————————————————————————————————–

Os mineradores de Ethereum estão obtendo um lucro maior do que os mineradores de BTC

O motivo principal do aumento da receita são as taxas de transação, que criam os lucros diários dos mineradores. As taxas atingiram a alta de dois anos, principalmente desde que o setor de DeFi começou a ganhar popularidade.

Dados recentes também indicaram que a receita diária de mineração da Ethereum sofreu algumas mudanças em 2020. Antes do colapso do mercado em meados de março, estava abaixo de US$ 2. Imediatamente após o acidente, caiu para apenas US$ 1 por 100 MH/s. Entretanto, nos meses após a queda, triplicou para US$ 3 e acima, como mencionado anteriormente.

Os dados também indicam que a receita diária de mineração excede a do Bitcoin. Porém, a dificuldade de mineração do BTC ainda está bastante próxima da ATH, que resulta em receita diária de US$ 9 por unidade, em oposição aos US$ 12,92 da Ethereum.

Depois de incluir o custo da eletricidade nos cálculos, os mineradores Ethereum ainda ficam com quase US$ 12, enquanto os lucros do Bitcoin caem para US$ 6,50.

Fonte: Invezz

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.