Omise se alia ao governo tailandês para desenvolver programa KYC

A Tailândia pode se tornar, em breve, um dos primeiros países a implementar oficialmente tecnologia blockchain.

Notícias publicadas hoje informaram que a Omise (companhia por trás do projeto OmiseGO) e o Ministro de Assuntos Digitais Tailandês assinaram um Memorandum of Understanding. É uma ação que fará com que as partes colaborem com o intuito de desenvolver um sistema de verificação de identidade digital, bem como um sistema de pagamento online.

Leia mais: Receitas de exchanges sul coreanas aumentaram em até 88 vezes

O governo tailandês utilizará a infraestrutura da Omise para fornecer aos seus cidadãos uma identificação digital nacional, na expectativa de diminuir comportamentos fraudulentos online e proteger consumidores. Também se espera que o sistema torne transações online mais convenientes, rápidas e eficientes para os usuários finais.

O fundador da OmiseGO, Jun Hasegawa, foi até o Twitter após o anúncio, focando no impacto positivo que a tecnologia blockchain terá para os cidadãos tailandeses.

“Feliz por ver mais colaborações entre governos, como é o caso da Tailândia. Além disso, estamos sempre felizes em cooperar e ajudar a mudar o dia-a-dia das pessoas através da descentralização.”

Embora as notícias indiquem o possível primeiro caso de uso mainstream para o blockchain, dúvidas permanecem sobre a habilidade da tecnologia de escalar nesta proporção.

Atualmente, muitas ações no blockchain Ethereum devem passar por um processo de confirmação, e o sistema não é capaz de processar a quantidade de trabalho que uma plataforma de tamanho nacional demandaria. A OmiseGo tem trabalhado com desenvolvedores de Ethereum tratando exatamente deste problema, objetivando resolve-lo através de soluções como o Plasma.

Leia mais: US$850 milhões levantados até agora, diz Telegram sobre sua ICO

Semana passada, a OmiseGO também se envolveu no lançamento do Ethereum Community Fund. O fundo, um esforço colaborativo entre projetos trabalhando conjuntamente na network Ethereum, visa agilizar as pesquisas e desenvolvimentos referentes ao problema de escalabilidade. É um sinal de que o desenvolvimento da plataforma está aumentando, com o prospecto de sua adoção no mainstream se tornando mais tangível, ao passo em que a tecnologia blockchain se torna mais popular.

Se o Ethereum pode cumprir com as expectativas dos entusiastas de blockchain, provavelmente veremos ainda este ano. Governos ao redor do mundo estão avaliando os benefícios desta tecnologia, com criptomoedas nacionais sendo consideradas do Senegal até a Escócia.

Enquanto as vantagens das criptomoedas estatais são consideradas, tal implementação de tecnologia blockchain provavelmente tomará muitos anos. Parcerias como esta anunciada hoje, contudo, podem trazer a integração do blockchain de forma mais rápida.

Verificação de identidade digital é uma preocupação central para governos, que têm medo de que as criptomoedas ofereçam uma forma de indivíduos burlarem suas legislações financeiras. A operação da Omise com o governo tailandês nesta área pode representar um salto a frente de plataformas rivais e, se a infraestrutura puder suportar este pulo, é certa sua adoção no mainstream.

Leia mais: Lenovo pretende usar sistema de autenticação em blockchain

Fonte: CCN.com

Edição: Webitcoin