Países da União Europeia poderão apresentar regulamentação única em relação às criptomoedas

A iniciativa visa garantir de modo semelhante a segurança dos investidores europeus

Recentemente a Autoridade Bancária Europeia (EBA) e a Autoridade Europeia de Mercados de Valores Mobiliários (ESMA) optaram por estabelecer uma “abordagem comum” em toda a Europa em relação às criptomoedas.

Visando garantir a proteção dos investidores, a EBA solicitou que a Comissão Europeia analisasse um sistema de regras único para as criptomoedas, destacando que atualmente as atividades relacionadas a cripto não estão previstas nas leis da União Europeia.

A autoridade evidenciou a necessidade de uma “análise abrangente de custo/benefício, levando em consideração questões dentro e fora do mercado financeiro, para determinar quais atitudes seriam necessárias na União Europeia neste estágio”.

“Os alertas da Autoridade bancária Europeia aos consumidores e instituições sobre criptomoedas permanecem válidos. A EBA indica que a Comissão Europeia avalie se é necessária uma ação regulamentar para chegar a uma abordagem comum na União Europeia em relação aos criptoativos”, disse Adam Farkas, diretor executivo da EBA.

A autoridade também solicitou que fosse levada em consideração a estrutura de diretrizes que a FATF (Força-Tarefa de Ação Financeira) irá publicar ao longo do ano.

A ESMA também está atuando ativamente no setor, e recentemente publicou um relatório focado em criptomoedas e ICOs, onde explica que alguns ativos poderão ser considerados instrumentos financeiros.

FONTE: CRYPTO GLOBE