O PayPal está trabalhando em sua própria criptomoeda, a PayPal Coin

O PayPal Coin pode ser o próximo projeto que a gigante dos pagamentos eletrônicos apresenta ao mundo: um stablecoin apoiado em Dólar Americano.

Contra Capa 38

Se a queda do mercado o deixou nervoso e você pensou que a indústria de criptomoeda estava morta, você pode querer mudar de ideia. PayPal, o gigante global dos pagamentos eletrônicos, está trabalhando no desenvolvimento de sua própria criptomoeda.

Em declaração à Bloomberg News, o PayPal está explorando o desenvolvimento de um stablecoin, possivelmente indexado ao dólar americano, embora não haja informações sobre um roteiro para o projeto, Jose Fernandez da Ponte, vice-presidente sênior de criptografia e moedas digitais do PayPal, revelou que o empreendimento era apenas exploratório, mas muito sério, embora ainda não houvesse planos concretos para uma implementação prática. Ele garantiu, no entanto, que se aprovada, a moeda atenderá a todos os padrões regulatórios necessários:

Estamos explorando um stablecoin; se e quando buscarmos seguir em frente, vamos, é claro, trabalhar em estreita colaboração com os reguladores relevantes.

Moeda do PayPal: por que um Stablecoin faz sentido para o PayPal

O desenvolvimento de um stablecoin oferece certas vantagens para o PayPal. Por exemplo, evita as pressões regulatórias que existem em torno das criptomoedas mais voláteis e descentralizadas e proporciona tranquilidade aos clientes de que a quantia que eles mantêm em suas carteiras terá o mesmo valor ao longo do tempo. Também é mais adequado ao modelo de negócios do PayPal, que é essencialmente um transmissor de dinheiro licenciado.

PayPal Coin, o codinome criativo da criptomoeda, foi descoberto no início deste ano por Steve Moser, um desenvolvedor de software que, em novembro de 2021, também revelou que o código do aplicativo PayPal tinha referências a uma possível compatibilidade com a criptomoeda NEO.

NEO é um blockchain de contrato inteligente desenvolvido principalmente na China e era conhecido como Ethereum chinês. Ele gozou de muita popularidade durante o boom de 2017-2018, principalmente porque foi promovido como um dos primeiros matadores de Ethereum. No entanto, não conseguiu captar a atenção do público nos anos subsequentes. Atualmente está classificado em 69º lugar no TOP 100 de criptomoedas com a maior capitalização de mercado.

A próxima etapa do plano

A aposta do PayPal é o próximo passo no interesse da empresa pelo mundo das criptomoedas. Peter Thiel já havia alertado em 2021 que o Bitcoin poderia ser uma arma financeira da China e chamado a pressionar por pesquisa e desenvolvimento na indústria dos EUA para não ficar para trás na corrida para dominar o mercado de criptomoedas e ativos digitais.

Em 2020, o PayPal anunciou um recurso para comprar Bitcoin, Ethereum, Litecoin e Bitcoin Cash e desde então expandiu seus serviços, permitindo a venda de criptomoedas, 3 e trabalhando para fornecer esse serviço para outros países.

E também é importante notar que o PayPal foi membro fundador da Libra Association, uma iniciativa liderada pelo Facebook para criar uma criptomoeda controlada por várias grandes corporações. O projeto acabou falhando, mas o PayPal parece estar disposto a aprender com os erros do Facebook para lançar com sucesso sua própria moeda.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_