Pesquisador afirma ter encontrado parte dos fundos “perdidos” da exchange QuadrigaCX

Os fundos supostamente estão armazenados em outras plataformas

De acordo com um relatório divulgado por James Edwards, CEO da plataforma de pesquisa e consultoria de criptomoedas Zerononcense, 649.708 ETH anteriormente detidos pela exchange canadense QuadrigaCX foram transferidos para três grandes exchanges do mercado de cripto.

Segundo Edwards, os fundos foram transferidos para carteiras na Bitfinex, Kraken e Poloniex, e totalizavam US$100.490.150 na época (quantia que hoje gira em torno de US$90 milhões). A Kraken se pronunciou sobre o caso, afirmando que atualmente não possui nenhuma carteira da QuadrigaCX ativa, e ainda ofereceu uma recompensa de US$100.000 para quem conseguir localizar os ativos.

Edwards aponta que o CEO da exchange canadense poderia ter utilizado as plataformas para armazenar os fundos da Quadriga. A história bate com o depoimento de Jennifer Robertson, esposa do falecido CEO. De acordo com ela, seu marido poderia ter guardado os fundos da empresa em outras exchanges.

Apesar de formar uma teoria consistente, ainda não há provas concretas de que os fundos estão armazenados nas plataformas citadas. Aparentemente as atividades realizadas nas wallets cessaram no dia 8 de dezembro de 2018, um dia antes da morte de Cotten.

Como a Kraken já se pronunciou, resta esperar que tanto a Poloniex quanto a Bitfinex confirmem ou neguem o caso. Não se sabe ao certo se as transferências foram realizadas de carteiras da própria Quadriga ou de seus usuários. Entretanto, Edwards parece convicto de seu posicionamento, alegando ter 99% de certeza de que os fundos vieram de carteiras da própria plataforma.

Ele conclui sua pesquisa afirmando que o relatório “deve servir como um acréscimo útil à narrativa da QuadrigaCX, ao invés de uma peça conspiratória que especula se a exchange ou seus proprietários foram honestos”.

O relatório parece ter causado mais confusão e burburinho, acrescentando mais perguntas sem respostas. Até que a Bitfinex e a Poloniex se pronunciem, os afetados pelo cenário permanecerão duvidosos se seus fundos podem ser recuperados, ou se este é mais um caso de golpe e lavagem de dinheiro.

FONTE: NEWS.BITCOIN.COM

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli