Pesquisador de Toronto desenvolve monitoramento de pressão arterial através de selfie

Aplicativo medidor de pressão arterial

Você pode aprender muito sobre as pessoas com os vídeos que elas fazem de si mesmo. Um dia, essas gravações podem até revelar sua pressão arterial, diz um pesquisador de Toronto.

Kang Lee, professor e pesquisador em neurociência na Universidade de Toronto, está desenvolvendo um aplicativo de smartphone que, segundo ele, pode monitorar a pressão arterial, analisando um pequeno vídeo de selfie.

Imagem óptica transdérmica

A tecnologia, chamada de “imagem óptica transdérmica”, faz leituras rastreando padrões de fluxo sanguíneo no rosto.

Sensores digitais em um smartphone podem detectar a luz vermelha que é refletida pela hemoglobina, uma proteína das células do sangue. Isso permite que a câmera capture mudanças minúsculas na circulação que podem ser usadas para prever a pressão sanguínea através da inteligência artificial, explica Lee.

Lee e seus colegas da Universidade de Toronto se uniram a pesquisadores chineses da Universidade Normal de Hangzhou e da Universidade Normal de Zhejiang para estudar o software. As descobertas foram publicadas na terça-feira na revista Circulation: Cardiovascular Imaging, da American Heart Association.

Pesquisadores pediram a 1.328 participantes no Canadá e na China que fizessem vídeos de dois minutos de seus rostos em um iPhone usando o aplicativo. Estes resultados foram comparados com leituras em um monitor de pressão arterial baseado em manguito tradicional.

O estudo sugere que essas medidas de pressão sanguínea captadas por smartphones foram aproximadamente 95% precisas.

Tecnologia ainda vai demorar para chegar aos consumidores

Embora a prova de conceito pareça promissora, Lee observou que há algumas ressalvas importantes nos resultados.

Ele disse que os pesquisadores só coletaram dados sobre adultos cuja pressão arterial estava dentro da faixa normal, e mais pesquisas serão necessárias para ver se o aplicativo funciona para pessoas com hipertensão ou pressão alta.

Outra limitação era que mais de 90 por cento dos participantes eram descendentes do leste asiático, e Lee disse que o modelo de previsão do software pode não refletir variações na atividade cardiovascular entre etnias.

Lee disse que sua equipe está procurando potenciais colaboradores em todo o mundo para recrutar um grupo mais diversificado de participantes para futuros estudos.

“Precisamos expandir nossa amostra para que não tenhamos um aplicativo racista que possa medir apenas a pressão arterial de certos grupos de pessoas”, disse Lee.

Embora possa demorar um pouco até que a tecnologia chegue aos consumidores, Lee disse que poderia ter benefícios generalizados para a saúde.

Prevenção e saúde

Quase um quarto dos canadenses tem hipertensão, e 15% deles desconhecem sua condição, de acordo com números divulgados pela Statistics Canada no início deste ano.

“Quanto mais cedo você descobrir sobre sua pressão arterial, melhor”, disse Lee. “Em 30 segundos, você pode aprender muito sobre sua saúde.”

A hipertensão é um dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares, e sua prevalência aumenta com a idade, disse Lee. No entanto, ele disse que muitas pessoas nunca mediram sua pressão arterial. Mas se as pessoas pudessem checar sua pressão arterial com um vídeo de selfie de meio minuto, ele acredita que isso mudará.

Fonte: TheStar

Foto de Bruno Lugarini
Foto de Bruno Lugarini O autor:

Estudante de Sistema da Informação, técnico de informática, apaixonado por tecnologia, entusiasta das criptomoedas e Nerd.