Peter Thiel fala sobre Bitcoin em evento: “mercado mais honesto que temos em nosso país”

Segundo o executivo e cofundador do PayPal, o preço atual do Bitcoin é sinal de que os governos estão em perigo.

Em apresentação ocorrida na segunda-feira (18), em Miami, Peter Thiel, cofundador da plataforma de pagamentos PayPal, afirmou que a atual valorização da criptomoeda mais famosa do mundo é sinal de que o atual sistema governamental está prestes a acabar.

Para tal, Thiel comparou a situação atual do Bitcoin a um canário de mina, utilizado pelos antigos para aferir a qualidade do ar dentro dos perigosos locais de trabalho.

Libertário

Thiel é um conhecido investidor de ativos de risco e tem fortes críticas ao governo. É contra, por exemplo, a existência de políticas de proteção ao meio ambiente, além de restrições para imigrantes. Segundo ele, a recuperação dos EUA depende disso.

O magnata libertário fez várias críticas pesadas aos bancos centrais:

“Bitcoin a 60 mil dólares. Ele vai subir mais? Talvez. Mas isso certamente nos diz que estamos em um momento de completa falência, graças aos bancos centrais”.

Além disso, fez questão de afirmar que “comprou pouco Bitcoin” e que as pessoas deveriam se preocupar apenas em comprar mais do ativo para o futuro.

Thiel soou um alarme com relação ao desenvolvimento de formas de inteligência virtual: segundo ele, criptomoedas são libertárias por garantir a descentralização, enquanto “IA, especialmente as de baixa tecnologia, são essencialmente comunismo”, pois forçam a centralização.

Foto de Rafael Motta
Foto de Rafael Motta O autor:

Jornalista, trader e entusiasta de tecnologia desde a mais tenra juventude. Foi editor-chefe da revista internacional 21CRYPTOS e fundador da Escola do Bitcoin, primeira iniciativa educacional 100% ao vivo para o mercado descentralizado. Foi palestrante na BlockCrypto Conference, em 2018.