Polícia japonesa prende suspeitos de roubarem US$68 milhões em esquema de pirâmide envolvendo criptomoedas

O golpe enganou 6 mil investidores de mais de 40 cidades japonesas

De acordo com o jornal japonês Asahi Shimbun, as autoridades de Tóquio prenderam 8 indivíduos suspeitos de arrecadar US$68,4 milhões em dinheiro e criptomoedas por meio de um esquema de pirâmide.

Os suspeitos confirmaram administrar uma companhia americana de investimentos intitulada Sener, pela qual realizavam seminários com palestrantes estrangeiros. De acordo com relatos, durante os seminários o grupo prometia retornos mensais de 3% a 20% do capital investido. Os suspeitos também pediam aos participantes que convidassem outros investidores com a promessa de retornos adicionais.

Acredita-se que o grupo recebeu dinheiro e Bitcoin de aproximadamente 6 mil indivíduos em mais de 40 cidades.

O grupo foi trazido à justiça graças a um processo apresentado no Tribunal Distrital de Tóquio por 73 vítimas em busca de aproximadamente US$3,2 milhões em danos.

De acordo com o jornal japonês, 6 suspeitos admitiram a fraude, enquanto 2 negam veementemente.

A polícia aponta que a utilização de criptomoedas foi estratégica por ser um setor pouco regulamentado. Atualmente, o país não considera moedas digitais como títulos sob a jurisdição da lei. Entretanto, dependendo da natureza do investimento, os ativos devem seguir certas normas impostas.

FONTE: COINTELEGRAPH