Governo? Este político acredita que o próprio mercado deve regulamentar as criptomoedas

Antigo congressista afirma que o governo deve recuar e deixar que o mercado cuide das criptomoedas

De acordo com o libertário americano Ron Paul, antigo membro da Câmara dos Representantes do Congresso dos Estados Unidos, o governo deve dar um passo para trás e deixar que o próprio mercado crie uma regulamentação para as criptomoedas.

Paul expressou sua opinião durante uma aparição na conferência Consensus 2019, que está acontecendo nesta semana em Nova York e aborda criptomoedas e blockchain.

Segundo ele, a tarefa de regulamentar o setor deveria ser de total responsabilidade do mercado, que recorreria ao auxílio do governo apenas em casos de fraude ou corrupção. Ademais, Paul afirmou que seria ideal se o mercado conseguisse se livrar da SEC, dando a entender que a Comissão é uma grande barreira para o mercado.

O pensamento é compartilhado em parte por Hester Peirce, comissária da SEC que recentemente declarou que a relutância da comissão em tomar uma ação significativa em relação às criptomoedas está sufocando o setor.

Bandidos no Congresso

Ainda na conferência, Paul concedeu uma entrevista a Pete Rizo, da Coindesk, na qual comentou sobre o posicionamento do governo em relação não somente às criptomoedas, mas à economia em geral.

De acordo com ele, ao longo da história, o governo sempre exerceu controle sobre o sistema financeiro, razão pela qual as criptomoedas não irão percorrer um caminho livre. O caso ficou muito evidente durante um recente discurso do congressista Brad Sherman, que sugeriu proibir a compra, venda, e armazenamento de criptoativos para que os Estados Unidos continuem exercendo sua influência internacional através do dólar.

Na opinião de Paul, Sherman é “só mais um bandido em Washington”, acrescentando que o Congresso está repleto de ditadores. E outro momento, ele pontua que o governo deveria ser pequeno a ponto de não haver vantagem financeira de integrá-lo.

Falando sobre o sistema financeiro, o antigo congressista afirma que não é uma questão de “se” haverá uma substituição da metodologia atual, e sim “no que” ela irá se tornar, visto que o sistema tradicional deixou de ser viável e “está fora de controle”.

Em dezembro de 2018, Paul reafirmou sua antiga opinião de que o Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos, rede de bancos centrais dos EUA, deveria ser abolido para que o país parasse de sofrer com o constante crescimento de taxas e com a manipulação de preços.

Antes avesso ao Bitcoin e às criptomoedas, o antigo congressista agora se mostra cada vez mais amigável ao setor graças à descentralização, visto que, de acordo com ele, o Sistema de Reserva Federal limita a economia pela centralização do dinheiro.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli