Por que as principais instituições dos EUA estão dando tanta atenção ao Bitcoin?

Instituições caíram de cabeça no Bitcoin durante o ano de 2020

A abordagem do JP Morgan sobre o Bitcoin mudou 360 graus em 2020. Isso era compreensível, contudo, porque não foi apenas a alta dos preços do Bitcoin que chamou a atenção de investidores institucionais e bancos, mas também está o desvinculamento do ouro. De acordo com uma das maiores instituições bancárias do mundo, JP Morgan Chase & Co, o aumento das criptomoedas nas finanças convencionais está ocorrendo em detrimento do ouro. Os bancos e instituições que antes dependiam das reservas de ouro como refúgio estão agora em busca de uma reserva melhor e mais lucrativa.

Embora o ouro possa ter perdido seu brilho para os bancos, o Bitcoin está apenas começando com base no dinheiro que está sendo despejado nele desde meados de 2020. À medida que mais investidores institucionais se alinham para comprar Bitcoin contra dinheiro e fundos levantados de outros investidores, as estratégias quantitativas do JP Morgan observaram que essa tendência continuará no longo prazo.

O RoI do Bitcoin de 170% desde janeiro de 2020 deixou uma marca nas carteiras de investidores e instituições em todo o mundo. O gráfico anexado abaixo destaca a grande diferença nas RoIs de Bitcoin x Ouro e S&P 500.

Why USA's top banks think Bitcoin is not a fad?

Desempenho do índice Bitcoin, Ouro e S&P 500 || Fonte: Wells Fargo

 

De acordo com o referido gráfico, o Bitcoin realmente superou o ouro e o índice S&P 500 nos últimos três anos, mas os últimos 8 meses foram nada menos que uma montanha-russa. Embora os 3 ativos tenham se movido juntos com uma correlação mais alta antes de 2020, a institucionalização do Bitcoin foi uma virada de jogo e o valor indexado atingiu seu pico para o ativo.

Os retornos sobre os 3 ativos foram os mesmos na maior parte de 2019, no entanto, o ROI de três dígitos atraiu a atenção de muitos bancos, incluindo o Wells Fargo dos EUA. Como o banco foi rápido em apontar sobre o Bitcoin, “A moda passageira normalmente não dura 12 anos”. Entrando em 2021, o banco espera mais vantagens do Bitcoin, com uma métrica principal suportando o mesmo, incluindo o número de entidades com um saldo de mais de 1000 Bitcoins.

instituições bitcoin

Número de entidades com BTC> 1k || Fonte: Glassnode

 

Essa rápida institucionalização mudou o foco da narrativa da “reserva de valor” para a questão da acumulação de dinheiro inteligente. Isso acabou sendo o tema do Bitcoin em 2020.

Na verdade, é interessante sugerir que a fraca correlação do Bitcoin com o S&P 500 e o ouro pode nunca ter sido relevante para a alta dos preços de 2020. A alta significativa dos preços para a nova ATH pode ter sido inteiramente impulsionada pela demanda nas exchanges e o “abastecimento escasso”.

Traders de varejo e baleias da bull run de 2017, com exceção do bilionário Masayashi Son, fizeram do hold o seu caminho para 2020. Após o halving, o volume de comércio e a volatilidade foram propícios à descoberta de preços. Quebrando recordes mais antigos, o preço ficou acima de US$ 18.000 por períodos mais longos e isso levou a novas descobertas de preço.

A queda da volatilidade do Bitcoin e o surgimento de seu mercado maduro podem ter levado as principais instituições financeiras dos EUA a tomar nota e colocar a criptomoeda em seus relatórios de estratégia de investimento, como fez Wells Fargo.

Fonte: AMBCrypto

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.